15.9 C
Contagem
domingo, junho 16, 2024
HomeCadernosGeralÍndice de criminalidade

Índice de criminalidade

Date:

Matérias Relacionadas

Anny Kalessa para o Gata Dmais – Por João Paulo Dias

Meu nome é Anny Kalessa (@annykalessa), tenho 22 anos,...

Edição 1233 14 de Junho de 2024

Edição Online da Edição 1232 do Jornal de Contagem Pop Notícias

Marcha para Jesus acontece neste sábado

Para fortalecer os laços de união, amor e de...

Não caia no golpe da falsa cobrança

Alerta importante A Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria...

Mais duas trincheiras na br 381

Mais mobilidade Contagem recebeu mais uma importante notícia que vai...
Ir para Criarteweb

Minas Gerais alcançou os menores índices de criminalidade violenta dos últimos oito anos. O estado teve o melhor primeiro semestre em número de registros de crimes violentos desde o ano de 2012 – quando a atual metodologia de medição de violência foi implantada, com a disseminação do Registro de Eventos de Defesa Social (Reds), antigo boletim de ocorrência, para todas as regiões mineiras. Os números foram apresentados nesta quarta-feira (17/7) pelo governador de Minas Gerais, Romeu Zema, e representantes das forças de segurança.
As estatísticas de crimes violentos contemplam registros realizados pela Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros e são formadas pelos seguintes crimes: homicídios consumados e tentados, roubos, estupros tentados e consumados, estupros de vulnerável tentados e consumados, extorsão mediante sequestro e sequestro e cárcere privado.
O resultado do primeiro semestre de 2019 é 26,8% menor que o do mesmo período no ano passado, com 12.608 crimes a menos nos seis primeiros meses deste ano no estado. A redução chega a 53% quando é avaliada em relação ao pico da criminalidade violenta em Minas, ocorrida em 2016 (38.748 crimes a menos ocorridos em seis meses). Também pode-se afirmar que Minas Gerais retrocedeu a índices de criminalidade violenta menores que os do ano de 2012, com 2.371 crimes a menos neste semestre que os ocorridos naquele ano.
Trabalho integrado – Para o governador, o bom resultado é fruto de um trabalho integrado entre as forças de segurança. “Isso tem muito a ver com uma boa gestão. Hoje, nós temos uma integração entre todas as forças de segurança, coisa que, de certa maneira, no passado, não havia com a intensidade que nós temos hoje. É a Polícia Civil, é o Corpo de Bombeiros, é a Polícia Militar, é o Sistema Prisional, todos trabalhando em conjunto, trocando informações com sincronismo. Isso gera um ganho enorme”, afirmou.

Últimas Matérias

spot_img
Artigo Anterior
Próximo Artigo
Iniciar Conversa
Precisa de Ajuda?
JORNAL DE CONTAGEM
Olá
Podemos Ajudar