sexta-feira, 19 julho

    Mais mobilidade

    Matérias Relacionadas

    STF decide que lei que criminaliza fake news é inconstitucional

    Em uma decisão histórica, o Supremo Tribunal Federal (STF)...

    Instituto CircoLar forma e catapulta artistas circenses de Minas Gerais

    Inscrições para a Formação Profissional em Artes Cênicas, que...

    Compartilhar

    Melhoria no trânsito

    A construção do viaduto Integração, localizado sobre a BR-040, entre os bairros Água Branca e Morada Nova, está avançando rapidamente desde sua retomada, em abril deste ano. Este é mais um investimento que a Prefeitura de Contagem está fazendo para transformar a mobilidade e melhorar o trânsito do município.
    Os trabalhos estão ocorrendo no lado do viaduto pertencente ao bairro Água Branca, no início da avenida Teleférico. As etapas de aterramento no local onde será feita a alça de ligação já estão quase concluídas. Ocorrem também a construção de muros de contenção nas laterais do viaduto e implantação de 400m de rede de drenagem na rua Rio Paraíba para eliminar os alagamentos frequentes na rua dos Emboabas e no túnel do Morada Nova. Na sequência, será feito o encaixe das pistas da avenida Teleférico com o viaduto, e depois, a construção no outro lado da BR-040.
    O viaduto será fundamental para integrar o Eldorado com a Ressaca, encurtar o deslocamento para o Industrial e também para Belo Horizonte, reduzindo os engarrafamentos na região e tirando o tráfego pesado de dentro dos bairros. O elevado vai garantir mais fluidez, inclusive, em dias de eventos na Arena MRV, que fica a 3 km de distância e tem causado impactos no trânsito dentro de Contagem.
    Ele também dará mais efetividade para o Corredor Ressaca, que conta com 9 km de extensão, abrangendo as avenidas Severino Ballesteros Rodrigues, João Gomes Cardoso, Teleférico, Babita Camargos e General David Sarnoff, beneficiando 121 bairros e mais de 30 mil veículos que trafegam pelo local diariamente. Será uma transformação direta na mobilidade para mais de 230 mil pessoas que moram ou passam por essas regiões.

    Histórico
    A construção do viaduto teve início em abril de 2020, mas foi interrompida após atrasos no cronograma por parte da empresa até então contratada. Além disso, foi necessário realizar diversos processos judiciais para a retirada de quatro ocupantes irregulares que utilizaram a área para fins comerciais. Em cumprimento de mandato, a última desocupação foi concluída no fim do ano passado, em uma força-tarefa intersetorial conduzida pela Procuradoria-Geral do Município, com apoio da Transcon, Semobs, Administração Regional Ressaca, além de integrantes do poder judiciário e da Polícia Militar, envolvendo mais de 50 pessoas.
    O investimento feito para as obras é de R$10,4 milhões com recursos de financiamento junto à Caixa Econômica Federal, por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Mobilidade.

    spot_imgspot_img