sexta-feira, 19 julho

    Obras de mobilidade na BR-381

    Matérias Relacionadas

    STF decide que lei que criminaliza fake news é inconstitucional

    Em uma decisão histórica, o Supremo Tribunal Federal (STF)...

    Instituto CircoLar forma e catapulta artistas circenses de Minas Gerais

    Inscrições para a Formação Profissional em Artes Cênicas, que...

    Compartilhar

    Desenvolvimento

    Contagem não para. Após articular, em Brasília, uma reunião nesta segunda-feira (17/6) entre a Prefeitura de Contagem, Núcleo Industrial Riacho das Pedras (Nirp), diretoria de operações da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), deputados federais e estaduais, além de vereadores de Contagem debateu, na região Riacho, sobre as obras de mobilidade que a cidade precisa na BR-381.
    Durante a reunião de trabalho, a prefeita Marília Campos agradeceu a confiança do empresariado em Contagem e garantiu que tem trabalhado arduamente para melhorar as condições de mobilidade na cidade, o que já vem sendo feito com o Programa Asfalto Novo, que está em sua terceira etapa.
    “Estas intervenções na BR-381 são fundamentais porque integra a cidade, melhorando a mobilidade no município”, disse a prefeita. Ela ainda destacou que as obras, quando prontas, vão melhorar o fluxo de carros ainda que haja algum problema. “Quando acontece, tudo fica comprometido. Acredito que essas duas grandes intervenções são fundamentais para garantir desenvolvimento, melhoria da qualidade de vida, inclusive de quem mora nas imediações da rodovia e precisa atravessar de um lado para o outro”, completou.

    Articulações
    Durante visita a trabalho à Brasília, na última semana, Marília conversou com o presidente do Congresso Nacional, senador Rodrigo Pacheco; e o ministro de Transportes, Renan Filho, aprovando o projeto de intervenções. “Estou bem otimista, porque o projeto executivo já foi aprovado, inclusive pela nossa equipe, já foi autorizado pelo Ministério dos Transportes e o próximo passo, agora, é ser enviado para o Tribunal de Contas da União (TCU), uma vez que isso pressupõe a revisão do contrato de concessão”

    Onde serão as trincheiras
    Chamadas tecnicamente de passagens de nível, são popularmente conhecidas como trincheiras. Uma delas será na altura dos Km 479 (próximo à empresa Toshiba e Vila Lempp) e, a segunda, no Km 480 (perto do viaduto da hípica). A empresa Arteris Fernão Dias, concessionária responsável pela gestão da rodovia, apresentou ao Ministério dos Transportes uma proposta de repactuação do contrato de concessão que permitirá a realização das obras, que serão executadas pela concessionária.
    A prefeita Marília Campos informou que o atual governo está empenhado em agilizar, inclusive, o início das obras. “Este projeto é crucial para aliviar o trânsito e integrar melhor as regiões do Eldorado e Riacho, cortadas pela rodovia. A ANTT apresentou os projetos executivos das trincheiras ao Ministério dos Transportes, que já foram aprovados pelo município. A repactuação do contrato com a concessionária Arteris foi autorizada e o início das obras está previsto para 2026.”
    As obras da primeira trincheira, no km 480, que vai ligar o bairro Jardim Riacho à avenida Francisco Firmo de Matos, tem previsão de ser iniciada em 2026, de acordo com o anunciado pelo Ministério dos Transportes e a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). A segunda trincheira, na altura do km 479, também está garantida, com a data de início a ser definida posteriormente.
    O investimento previsto para todas as obras que ligam Minas Gerais a São Paulo, ao longo da BR-381, são da ordem de R$ 13 bilhões, sendo R$ 8 bilhões destinados às obras e R$ 5 bilhões ao pavimento. As obras do trecho da BR-381 em Contagem estão dentro deste investimento total.

     

    spot_imgspot_img