26.2 C
Contagem
sexta-feira, maio 24, 2024
HomeColunasEditorialInternet nas eleições - Edição 1134

Internet nas eleições – Edição 1134

Date:

Matérias Relacionadas

Edição 1232 24 de Maio de 2024

Edição Online da Edição 1232 do Jornal de Contagem Pop Notícias

Obras na Avenida Maracanã

Uma obra estruturante As milhares de pessoas que passam todos...

Mais acessibilidade e inclusãox’

Facilidade de locomoção A Prefeitura investe para garantir a inclusão...

Aymoré e Arcor presenteiam a cidade

Comemorações O ano de 2024 é marcado por duas importantes...

Oncoclínicas inaugura unidade em Contagem

Considerado um dos maiores grupos de oncologia da América...
Ir para Criarteweb

Qual será o papel da internet nas eleições de outubro? Não é de se estranhar que a pergunta seja feita agora, um pouco antes do início oficial do período de propaganda eleitoral. Há dois anos, quando das disputas municipais, a rede mundial de computadores já deu sinais de seu peso.
Agora, no entanto a internet finalmente será um “fiel de balança” nas eleições brasileiras.
Há quem se preocupe em como as campanhas eleitorais vão ganhar as ruas nos próximos meses, e a articulação entre as ruas e as redes será certamente a grande potência desse processo eleitoral.

Óbvio que os sites só mostram boas informações, a diferença é que agora os eleitores mudaram seu comportamento. Buscam a ficha de seus candidatos em outros canais, questionam, dão sugestões, criticam e mobilizam de maneira muito mais rápida.

As mídias sociais tem grande poder de gerar pautas para a imprensa. Quando um político faz uma postagem, isso é tão relevante quanto uma entrevista coletiva. A imprensa repercute a postagem. Na mão inversa, os debates realizados pelas emissoras de tevê logo repercutem na internet, para o bem ou para o mal. “A potência também está na soma entre os diferentes blocos de comunicação, os mais massivos com os mais colaborativos.

Apesar do potencial da web e das redes sociais, a campanha eleitoral ainda não alcançou, pelo menos por aqui no Brasil, maturidade suficiente para se estabelecer em torno da apresentação de propostas, cenário visto como mais próximo do ideal. Em vez disso, dizem os professores, a atuação dos candidatos e partidos tem se baseado em agressões e na busca por “desconstruir” a imagem dos adversários – com fatos ou factoides. No mínimo lamentável.

As opiniões no ambiente online são mais espontâneas do que as opiniões ofertadas a um pesquisador de prancheta, no formato tradicional das pesquisas de opinião pública.
Ao eleitor, mais uma vez, cabe ficar atento, para que a internet não seja apenas mais um instrumento de enganação por parte dos políticos e de seus aliados mais próximos. Muito cuidado!

Últimas Matérias

spot_img
Iniciar Conversa
Precisa de Ajuda?
JORNAL DE CONTAGEM
Olá
Podemos Ajudar