quinta-feira, 25 julho

    regularização fundiária

    Matérias Relacionadas

    Compartilhar

    O prefeito Alex de Freitas assinou a Ordem de Serviço para a Regularização Fundiária de mais uma etapa do programa

    “Agora a Casa é Minha. Após os levantamentos e medições necessários dos imóveis, será entregue a escritura da casa própria, desta vez para beneficiar 1.324 famílias das regiões Sede e Ressaca.

    São duas ordens de serviço. A primeira diz respeito à regularização fundiária da Vila Riachinho e Vila 18º BPM/MG, ambas localizadas na região da Sede, onde vivem há cerca de 30 anos, 506 famílias; a segunda se refere à regularização dos imóveis das ruas Sequoia e Teleférico, na região da Ressaca, onde vivem, também há aproximadamente três décadas, 818 famílias.

    As assinaturas das ordens de serviços ocorreram no auditório da Prefeitura e duas antigas moradoras: dona Roseli S. Paixão da rua Sequoia e dona Maria da Conceição da Vila Riachinho, testemunharam a iniciativa.
    De acordo com o subsecretário de Habitação, Reinaldo Batista, a previsão para a entrega das escrituras da Vila Riachinho e Vila 18º é um prazo de 24 meses, período necessário para conclusão do programa “Agora a Casa é Minha” que implica em levantamento topográfico e definição da fração ideal, medição que identifica o terreno de cada imóvel. Este trabalho já será iniciado em julho pela empresa Ascende Consultoria e Projetos, vencedora da licitação pública para a finalidade.
    Os serviços para a regularização das Vilas Sequoia e Teleférico serão feitos pela equipe da Subsecretaria de Habitação e deverá levar cerca de um ano; um menor tempo, embora com um maior número de moradias (818), uma vez que já existe o levantamento topográfico das mesmas.

    Resgate da dignidade

    Este é um privilégio e um momento de minha obrigação como prefeito. Portanto, como cidadão é uma oportunidade de compartilhar desta alegria, pois vivi e senti com meus pais a dificuldade e o tempo que leva para obter uma escritura da casa própria,

    disse emocionado Alex de Freitas ao observar que o momento era de falar do resgate da dignidade; um grande significado que tem o nome do programa, pois os moradores, pais e avós poderão dizer que a casa em que moram é um patrimônio deles, da família.
    Maria da Penha Alves representou o irmão no evento e disse que ele está muito esperançoso, “pois agora vai acontecer realmente a regularização da escritura”. Ele tem 3 filhos e mora há cerca de 30 anos na rua Sequoia, número 490.

    spot_imgspot_img