24.9 C
Contagem
quinta-feira, maio 30, 2024
HomeCadernosCidadePassagem continua R$ 3,70

Passagem continua R$ 3,70

Date:

Matérias Relacionadas

3ª edição do Arraiá de Contagem

Tradição Pula a fogueira que a festa vai começar! Entre...

Licenciamento ambiental

Conquista preservada Nos últimos três anos, a Prefeitura de Contagem...

Contagem firma parceria com Unifenas

Vagas de estágio O Serviço Social Autônomo de Contagem (SSA)...

Câmara Aberta recebe Funec em júri simulado

Um plenário transformado em tribunal e alunos em promotores,...

Deputado Miguel Ângelo assumiu a vice-liderança do PT na Câmara Federal

O deputado federal Miguel Ângelo (PT/MG), assumiu a importante...
Ir para Criarteweb

A Prefeitura de Contagem obteve mais uma vitória na Justiça e a revogação do aumento da passagem de ônibus está mantida. O Decreto 21/2017, assinado pelo prefeito Alex de Freitas em 2 de fevereiro, suspendeu o reajuste da tarifa, cujo valor caiu de R$ 4,05 para R$ 3,70. Na terça-feira (14), o desembargador Caetano Levi Lopes indeferiu, em 2ª instância, indeferiu a suspensão do efeito do decreto, solicitada pelos consórcios Norte e Sul, que operam o sistema de transporte no município.

As empresas de ônibus pediram a antecipação de tutela para que o preço da passagem voltasse a ser de R$ 4,05. Em sua decisão, o magistrado negou o pedido, alegando que a revogação do aumento da passagem não causa prejuízo imediato aos consórcios.

Não vislumbro o suposto perigo de dano grave, de difícil ou incerta reparação na suspensão do aumento de tarifa, avaliou.

Além disso, o desembargador apontou descumprimento da Lei Municipal 4.043, uma vez que o reajuste feito em dezembro de 2016 não foi examinado pelo Conselho Municipal de Transportes, conforme prevê a legislação.

Foi a segunda vitória da população de Contagem. No dia 4 de fevereiro, a Justiça indeferiu, em 1ª instância, mandado de segurança impetrado pelos Consórcios Norte e Sul pleiteando a volta da tarifa a R$ 4,05.

A decisões do Judiciário apenas demonstram a falta de legalidade, transparência e coerência no reajuste feito no final de 2016. O aumento de R$ 3,70 para R$ 4,05 não se justifica, visto que não houve investimentos na frota e no sistema, sendo baseados em planilhas incompreensíveis, destacou o prefeito Alex de Freitas.

Últimas Matérias

spot_img
Artigo Anterior
Próximo Artigo
Iniciar Conversa
Precisa de Ajuda?
JORNAL DE CONTAGEM
Olá
Podemos Ajudar