20.9 C
Contagem
quinta-feira, junho 13, 2024
HomeCadernosCidadeIPTU em Contagem

IPTU em Contagem

Date:

Matérias Relacionadas

Edição 1233 14 de Junho de 2024

Edição Online da Edição 1232 do Jornal de Contagem Pop Notícias

Marcha para Jesus acontece neste sábado

Para fortalecer os laços de união, amor e de...

Não caia no golpe da falsa cobrança

Alerta importante A Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria...

Mais duas trincheiras na br 381

Mais mobilidade Contagem recebeu mais uma importante notícia que vai...

O Impacto das eleições municipais nos serviços públicos

As eleições municipais, que elegem prefeitos, vice-prefeitos e vereadores,...
Ir para Criarteweb

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) extinguiu duas ações que questionavam a validade da Lei Complementar nº 214, com novos critérios para a isenção do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) residencial, cuja revisão das regrasfoi aprovada pela Câmara Municipal de Contagem no final de 2016 e implementada pela prefeitura no início de 2017.
As Ações Diretas de Inconstitucionalidade (ADIs) foram propostas pelo Partido Comunista do Brasil (PCdoB) e pela Federação Sindical e Democrática dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico ME. O TJMG, no entanto, considerou legítima a nova regra para cobrança do IPTU residencial. Os desembargadores destacaram a importância da implantação de uma política fiscal e tributária mais justa no Município.

O conceito de justiça tributária é notório e amplamente aplicado em Contagem, pois 50,4% dos imóveis residenciais permanecem isentos do pagamento de IPTU,

ressalta o procurador da Fazenda Municipal, Armênio Gonçalves, ao afirmar que a decisão do TJMG consolida a legalidade do IPTU, deixando claro que a cobrança é constitucional e essencial para manter em dia as contas e os investimentos da administração municipal.
Investimentos – Segundo a prefeitura de Contagem, em 2017 foram transferidos 30% do que foi arrecadado com o IPTU para a Saúde, o dobro do mínimo exigido por lei. Para a Educação foram transferidos 27%, 2% a mais do que determina a Constituição. Também foram feitos investimentos na pavimentação de ruas, obras de infraestrutura e manutenção da cidade, além de apoio à execução de projetos habitacionais e de assistência social.

Isenção permanece em alguns casos

A isenção do IPTU permanece para imóveis avaliados em até R$ 140 mil. Estão isentos aposentados e pensionistas com renda mensal líquida inferior a R$ 5.190,00, desde que tenham um único imóvel e residam no mesmo, e cujo valor venal não exceda R$ 600 mil. Instituições educacionais e templos religiosos também permanecem isentos à cobrança, dentre outros casos previstos na lei.

Últimas Matérias

spot_img
Artigo Anterior
Próximo Artigo
Iniciar Conversa
Precisa de Ajuda?
JORNAL DE CONTAGEM
Olá
Podemos Ajudar