20.9 C
Contagem
quinta-feira, junho 13, 2024
HomeCadernosCidadeCriação de Codecon

Criação de Codecon

Date:

Matérias Relacionadas

Edição 1233 14 de Junho de 2024

Edição Online da Edição 1232 do Jornal de Contagem Pop Notícias

Marcha para Jesus acontece neste sábado

Para fortalecer os laços de união, amor e de...

Não caia no golpe da falsa cobrança

Alerta importante A Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria...

Mais duas trincheiras na br 381

Mais mobilidade Contagem recebeu mais uma importante notícia que vai...

O Impacto das eleições municipais nos serviços públicos

As eleições municipais, que elegem prefeitos, vice-prefeitos e vereadores,...
Ir para Criarteweb

A criação do Conselho de Desenvolvimento Econômico (Codecon), por meio da Lei Nº 4.931, aprovada recentemente pela Câmara Municipal de Contagem, “atendeu a proposta do G-7”, segundo destacou Sanders Alves Augusto, presidente do grupo, sobre o modelo apresentado ao executivo municipal, que tem como objetivo “formular e estabelecer normas para a aplicação das políticas de desenvolvimento econômico”, diz o texto da Lei.

O G-7 mostra-se cada dia mais fortalecido,

disse José Agostinho da Silveira Neto, presidente do Ciemg sobre a atuação do grupo, instituído em 2016,  com o propósito de atuar pelo desenvolvimento econômico e social do município por meio da apresentação de demandas e soluções junto à administração municipal.

Codecon – O Conselho, que tem como objetivo formular e estabelecer normas para a aplicação das políticas de desenvolvimento econômico, terá 24 integrantes, entre representantes do poder público e órgãos da administração e do Legislativo, sociedade civil, além de um representante da Fiemg, o Sebrae MG; três do G-7 Contagem e outros sete representantes de empresários de destaque em segmentos produtivos, a serem indicados pelo prefeito municipal.

O caráter deliberativo e consultivo do Codecon foi outro destaque do presidente do G-7 que citou ainda os Incisos X e XII que estabelecem, entre suas competências, propor e participar de missões, eventos e estudos nacionais e internacionais, além de instituir câmaras e grupos temáticos de estudos para subsidiar as atividades.
Feriado revogado – Outra demonstração desse reconhecimento da administração municipal à atuação e representatividade do G-7, integrado por entidades das diversas áreas de atividade, foi a regularização de um feriado excedente no calendário municipal.

É de R$ 80 milhões, o prejuízo de cada feriado na indústria, e não deve ser diferente no comércio e serviços,

lembrou o presidente do Ciemg, Agostinho da Silveira sobre a demanda do grupo, agora atendida, e que ajusta o calendário municipal ao limite constitucional.

Últimas Matérias

spot_img
Iniciar Conversa
Precisa de Ajuda?
JORNAL DE CONTAGEM
Olá
Podemos Ajudar