19.3 C
Contagem
domingo, maio 26, 2024

Hodofobia

Date:

Matérias Relacionadas

Edição 1232 24 de Maio de 2024

Edição Online da Edição 1232 do Jornal de Contagem Pop Notícias

Obras na Avenida Maracanã

Uma obra estruturante As milhares de pessoas que passam todos...

Mais acessibilidade e inclusãox’

Facilidade de locomoção A Prefeitura investe para garantir a inclusão...

Aymoré e Arcor presenteiam a cidade

Comemorações O ano de 2024 é marcado por duas importantes...

Oncoclínicas inaugura unidade em Contagem

Considerado um dos maiores grupos de oncologia da América...
Ir para Criarteweb

Transtorno mental

Viajar, mudar de ambiente, conhecer novas culturas, desligar-se de atividades exaustivas, por um período de tempo, é o que muita gente ama fazer.
Muitos trabalhadores esperam as férias para as tão esperadas e sonhadas viagens. Momentos de descanso e relaxamento que proporcionam bem estar e satisfação no indivíduo.
Porém, nem todos encaram a viagem ou os longos deslocamentos com tanta alegria e prazer. Estes, sofrem com um tipo de fobia ansiosa que é classificada como um transtorno mental que pode trazer sérios danos emocionais para o ser humano: a Hodofobia.
Esse transtorno da Hodofobia, afeta, significativamente, a vida de uma pessoa, uma vez que limita suas atividades diárias, restringindo a liberdade. Neste sentido, a pessoa sente ansiedade e apreensão apenas por se imaginar viajando, seja de carro, ônibus, avião, trem ou a pé. Não importa o meio da locomoção, mas a ação em si gera a angústia e repulsa ao mesmo tempo.
Não existe uma causa específica para o desenvolvimento do problema. Cada indivíduo doente, poderá manifestar por causas diversas e individualizadas. No entanto, as mais comuns, estão relacionadas a algum tipo de trauma ou acidente que se possa ter sofrido anteriormente.
Viagens passadas que deixaram marcas negativas e evidentes, desencadeando medo e, consequente, ansiedade generalizada que justifica o medo de perder o controle ou de enfrentar situações desconhecidas.
Isso acontece porque, um dos principais aspectos envolvidos na maioria das viagens é a novidade, o desbravamento de algo novo e desconhecido. Exceto naquelas em que se vai para lugares corriqueiros e costumeiros, como: a casa de parentes, por exemplo.
E é exatamente o enfrentamento dessa novidade, sem saber o que irá encontrar, que faz com que o transtorno seja atenuado, já que o indivíduo não consegue ter o controle do que pode vir a acontecer.
Quem sofre com esse tipo de transtorno por fobia, raramente, sai de casa ou participa de atividades sociais. O isolamento, neste caso, é um companheiro permanente. Uma das consequências emocionais da necessidade de não interagir e manter-se isolado, é a perda de oportunidades de crescimento pessoal.
Além do impacto negativo que a Hodofobia também traz para o campo profissional, pois limita o indivíduo de se deslocar a trabalho, realizando viagens de negócios, não podemos esquecer do campo afetivo e dos relacionamentos, que também ficam afetados por essas restrições.
O tratamento para a Hodofobia é a terapia e a construção de uma rede de apoio que possa auxiliar a superar o medo de viajar. Esse apoio social, o incentivo e estímulo às interações sociais, fazem toda a diferença no equilíbrio mental.
Planejar o percurso, iniciar com viagens de curta duração, escolher locais menos agitados, não se comparar com outros viajantes, ter sempre uma companhia de viagem que transmita segurança e apoio, levar consigo recursos que gerem calma e conforto, são dicas valiosas para quem enfrenta o problema.
Enfim, a Hodofobia é mais comum do que podemos imaginar. Enquanto muitos vibram por uma viagem e se declaram verdadeiros andarilhos e desbravadores de territórios, em busca de divertimento, relaxamento e aventuras; outros sofrem só de se imaginar deslocando para lugares, para eles considerados inseguros e ameaçadores.
Um tipo de fobia que precisa de acompanhamento especializado, estratégias corretas e apoio para minimizar os impactos negativos, proporcionando ao hodofóbico, uma maior qualidade de vida e liberdade para viajar e socializar com outras pessoas, através de paciência e acolhimento.

* Dra. Andréa Ladislau –  Psicanalista. Instagram: @dra.andrealadislau

Últimas Matérias

spot_img
Iniciar Conversa
Precisa de Ajuda?
JORNAL DE CONTAGEM
Olá
Podemos Ajudar