18.1 C
Contagem
quarta-feira, maio 29, 2024
HomeCadernosPolíticaSemana da Inconfidência

Semana da Inconfidência

Date:

Matérias Relacionadas

Edição 1232 24 de Maio de 2024

Edição Online da Edição 1232 do Jornal de Contagem Pop Notícias

Obras na Avenida Maracanã

Uma obra estruturante As milhares de pessoas que passam todos...

Mais acessibilidade e inclusãox’

Facilidade de locomoção A Prefeitura investe para garantir a inclusão...

Aymoré e Arcor presenteiam a cidade

Comemorações O ano de 2024 é marcado por duas importantes...

Oncoclínicas inaugura unidade em Contagem

Considerado um dos maiores grupos de oncologia da América...
Ir para Criarteweb

Nova abordagem

As cidades históricas de Ouro Preto e Tiradentes serão sede de programação cultural que marca a estreia da Semana da Inconfidência, entre os dias 14 e 23/4, com o slogan “A Liberdade Mora em Minas”.
Inédito, o projeto é realizado pelo Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Secult), em parceria com as prefeituras das duas cidades.
O objetivo é iniciar uma nova abordagem para as comemorações do 21/4, quando é celebrado o Dia da Inconfidência, conectando, pela primeira vez, Ouro Preto e Tiradentes, duas cidades marcadas pela memória da Inconfidência Mineira.
A programação inclui mais de cem atividades, para além de atos cívicos e agendas oficiais, com a promoção de ações que contribuam para o desenvolvimento da cultura, do turismo e da economia criativa.
Durante o lançamento do projeto, nesta quarta-feira (12/4), no Palácio da Liberdade, o secretário de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais, Leônidas Oliveira, atribuiu a iniciativa à proposta feita pelo governador Romeu Zema, solicitando que a Inconfidência fosse celebrada por todos, contribuindo assim para o reconhecimento do legado dos ideais de liberdade nos dias de hoje.
“A Inconfidência Mineira tem uma importância fundamental não somente para Minas Gerais, mas para a própria ideia de Brasil, e a Semana da Inconfidência Mineira funda e consolida nosso ideal de nação livre e independente. Esse ideal de liberdade reverbera pelos séculos e reforça o entendimento de que em Minas Gerais somos livres para ser, viver, aprender, empreender e criar, e hoje se desdobra no respeito às diferenças e no princípio de uma cultura da paz”, observou Leônidas, ao jogar luz sobre a importância dessa memória.
“Preservar e celebrar a história é criar pertencimento e futuro com os pés na terra e sempre com a liberdade, expressa na nossa bandeira, como síntese e união entre passado e futuro”, completou.

Últimas Matérias

spot_img
Iniciar Conversa
Precisa de Ajuda?
JORNAL DE CONTAGEM
Olá
Podemos Ajudar