26.2 C
Contagem
sexta-feira, maio 24, 2024
HomeCadernosCidade“A Patrulha da Mulher Quer Saber?”

“A Patrulha da Mulher Quer Saber?”

Date:

Matérias Relacionadas

Edição 1232 24 de Maio de 2024

Edição Online da Edição 1232 do Jornal de Contagem Pop Notícias

Obras na Avenida Maracanã

Uma obra estruturante As milhares de pessoas que passam todos...

Mais acessibilidade e inclusãox’

Facilidade de locomoção A Prefeitura investe para garantir a inclusão...

Aymoré e Arcor presenteiam a cidade

Comemorações O ano de 2024 é marcado por duas importantes...

Oncoclínicas inaugura unidade em Contagem

Considerado um dos maiores grupos de oncologia da América...
Ir para Criarteweb

Diagnóstico

Você se sente segura? Essa indagação foi uma das 13 perguntas feitas por agentes da Guarda Civil de Contagem a mulheres que passavam pela avenida Antônio José da Rocha e pela praça 21 de Abril, na região da Ressaca, nesta sexta-feira (20/8).
A abordagem faz parte do Projeto “A Patrulha da Mulher Quer Saber”, do eixo “Contagem Segura”, e visa coletar dados e percepções deste público sobre a segurança de modo geral, a fim de compreender onde estão os locais de insegurança, quais são as queixas mais comuns e quais são as sugestões para garantir mais proteção e tranquilidade.
O projeto pretende compreender melhor as deficiências do espaço público e do ambiente doméstico em que a mulher contagense está inserida.
Todas as informações coletadas serão utilizadas para construir um diagnóstico regionalizado. “A ideia é que esse diagnóstico nos ajude a propor ações e serviços que estejam alinhados com a necessidade das mulheres, para que elas se sintam seguras ao transitar e passear pela cidade e, também, para que se sintam acolhidas pelo poder público, quando assim precisarem”, salientou a subsecretária de Prevenção, Daniela Tiffany.
Além da abordagem, cartazes e panfletos foram distribuídos e fixados em comércios. “Esse material contém QR Code, que dá acesso à pesquisa. Dessa forma, as mulheres podem acessá-la por meio do celular e preenchê-la a qualquer momento”, explicou a coordenadora da Patrulha de Proteção à Mulher, a Guarda Civil Luciana Feliciano.
Para ela, o projeto norteará e fortalecerá o trabalho da patrulha. “Nossa intenção é implementar ações que possibilitem à mulher circular, usar, ocupar, usufruir, desfrutar e viver na cidade de Contagem com igualdade de oportunidade e direitos”.
A pesquisa será estendida a outras regiões da cidade. A expectativa é que mulheres de todas as partes tenham a oportunidade de participar.

Últimas Matérias

spot_img
Iniciar Conversa
Precisa de Ajuda?
JORNAL DE CONTAGEM
Olá
Podemos Ajudar