26.2 C
Contagem
sexta-feira, maio 24, 2024
HomeCadernosPolíticaMineirinho está subaproveitado

Mineirinho está subaproveitado

Date:

Matérias Relacionadas

Edição 1232 24 de Maio de 2024

Edição Online da Edição 1232 do Jornal de Contagem Pop Notícias

Obras na Avenida Maracanã

Uma obra estruturante As milhares de pessoas que passam todos...

Mais acessibilidade e inclusãox’

Facilidade de locomoção A Prefeitura investe para garantir a inclusão...

Aymoré e Arcor presenteiam a cidade

Comemorações O ano de 2024 é marcado por duas importantes...

Oncoclínicas inaugura unidade em Contagem

Considerado um dos maiores grupos de oncologia da América...
Ir para Criarteweb

Um prédio com nove andares e mais de 54 mil metros quadrados, mas ainda assim chamado no diminutivo: é o estádio Mineirinho. O nome oficial é Estádio Jornalista Felipe Drummond, mas é como Mineirinho que a população conhece o local instalado em frente à Lagoa da Pampulha.
Na manhã desta quarta-feira (25/9/19), deputados da Comissão de Esporte, Lazer e Juventude estiveram no local para verificar as condições da sua estrutura, que está em grande parte subaproveitada.
Desde a sua inauguração, em 1980, apenas 30% da estrutura foi de fato operacionalizada, conforme informações do engenheiro Ricardo Raso, que trabalha há mais de duas décadas no complexo do Mineirinho e do Mineirão.
Alguns dos nove andares nunca chegaram a ter suas obras finalizadas, embora propostas que vão da instalação de um mercado a um complexo de auditórios já tenham sido aventadas por governos anteriores.
Entre as estruturas finalizadas, estão 62 alojamentos, cada um com capacidade para abrigar quatro pessoas. Como explicou Danieli da Costa, diretora de operações do Mineirinho, esses alojamentos eram usados constantemente por participantes de competições esportivas, funcionários que atuam na montagem e organização de shows na região e até participantes de congressos e eventos acadêmicos da UFMG.
Em 2013, porém, o local foi destinado para hospedagem de trabalhadores da obra que preparou o Mineirão para a Copa do Mundo. O contrato com a construtora previa, segundo Danieli da Costa, a reforma dos alojamentos depois da saída dos trabalhadores, mas isso nunca foi cumprido. As condições nas quais os alojamentos foram entregues de volta inviabilizaram seu uso e, desde então, eles estão fechados.

Últimas Matérias

spot_img
Iniciar Conversa
Precisa de Ajuda?
JORNAL DE CONTAGEM
Olá
Podemos Ajudar