23.8 C
Contagem
segunda-feira, junho 24, 2024
HomeCadernosCidadeOuvidoria busca soluções

Ouvidoria busca soluções

Date:

Matérias Relacionadas

Rayza Almeida para o Gata Dmais – Por João Paulo Dias

Meu nome é Rayza Almeida(almeira_rayzaaxz), tenho 20 anos, estou...

Edição 1234 21 de Junho de 2024

Edição Online da Edição 1234 do Jornal de Contagem Pop Notícias

Obras de mobilidade na BR-381

Desenvolvimento Contagem não para. Após articular, em Brasília, uma reunião...

Restauração do Centro Cultural

Cuidado com o patrimônio Na última semana a Prefeitura deu...

Procon Câmara bate recordes em atendimentos

Referência em defesa do consumidor desde sua inauguração, em...
Ir para Criarteweb

A equipe da Ouvidoria Cidadã da Câmara Municipal de Contagem esteve, nesta segunda-feira (29/07), no bairro Vale das Orquídeas, averiguando, in loco, os problemas manifestados por moradores em relação a terrenos baldios na região.
A ouvidora Gabriela Diniz e o advogado Alan Barbosa estiveram no local com o diretor de Varrição e Capina da Prefeitura de Contagem, Nelson Batista, e com o morador Rodrigo Miranda. Este último tem feito reiterados registros nas ouvidorias da Prefeitura e na Câmara sobre diversos problemas, principalmente na rua Paulo da Silva, com terrenos particulares que têm servido para descarte de lixo e de restos de construção.
De acordo com o morador, a comunidade tem sofrido com “grande quantidade de entulho e mato nos terrenos da região, o que contribui com a proliferação de insetos e animais peçonhentos, como escorpiões. O bairro fica muito ermo, com os lotes abertos, prejudicando a segurança pública, pois há muitos usuários de drogas, carros parados sem explicação. E favorece também o descarte irregular de resíduos de obras e de material de uso pessoal, sem contar as queimadas”, explicou Rodrigo Miranda.
A partir do relato do morador, os representantes da Ouvidoria da Câmara explicaram que o órgão vem buscando soluções em várias instâncias, incluindo a Secretaria de Obras e Serviços Urbanos, que tem se mostrado interessada em resolver a questão. Em seguida, orientaram o morador a mobilizar a comunidade para levar o problema para a Diretoria de Fiscalização de Posturas da Prefeitura, e incluir a procuradoria municipal, para avaliar as possíveis ações legais.
O diretor de Varrição e Capina da Secretaria explicou que a Prefeitura tem realizado a limpeza no local e notificado os proprietários para que tomem providências em relação ao cercamento, à limpeza e implantação dos passeios, mas sem sucesso. Considerando que a ação do poder público é restrita, por se tratar de terrenos particulares, Nelson Batista se comprometeu a mobilizar sua diretoria para intensificar a limpeza e capina no bairro e realizar a coleta manual dos resíduos nesses terrenos.

Últimas Matérias

spot_img
Iniciar Conversa
Precisa de Ajuda?
JORNAL DE CONTAGEM
Olá
Podemos Ajudar