20.9 C
Contagem
quinta-feira, junho 13, 2024
HomeCadernosCidadePatrimônio imaterial e cultural

Patrimônio imaterial e cultural

Date:

Matérias Relacionadas

Marcha para Jesus acontece neste sábado

Para fortalecer os laços de união, amor e de...

Não caia no golpe da falsa cobrança

Alerta importante A Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria...

Mais duas trincheiras na br 381

Mais mobilidade Contagem recebeu mais uma importante notícia que vai...

O Impacto das eleições municipais nos serviços públicos

As eleições municipais, que elegem prefeitos, vice-prefeitos e vereadores,...

Licenciamento ambiental

Conquista preservada Nos últimos três anos, a Prefeitura de Contagem...
Ir para Criarteweb

A Câmara Municipal de Contagem aprovou em segundo turno e redação final, nesta terça-feira (18/06), o Projeto de Lei 019/2019 do presidente da Casa, vereador Daniel Carvalho (PV), que eleva o Jubileu de Nossa Senhora das Dores a patrimônio imaterial e cultural do município.
Legitimando a importância da data, o Jubileu de Nossa Senhora das Dores é uma das festas tradicionais mais importantes de Contagem. Prevista no calendário da cidade como feriado, por meio da Lei 3.484 de 19 de dezembro de 2001, a festividade é celebrada em Contagem desde o início do século XIX e, por isso, segundo o parlamentar, se faz necessário o reconhecimento como patrimônio cultural. “Formalizar essa festa religiosa vai além de um desejo dos fiéis e da população contagense. Essa é a garantia para que esse patrimônio jamais se perca”, justifica Carvalho.
Tradição – O evento teve início após Antônio Joaquim de Santana Filho, morador do arraial “São Gonçalo de Contagem”, ir a Roma levar um pedido da Igreja local para que a festa fosse realizada. O Papa Pio VII, em 1806, autorizou a celebração que é realizada na sexta-feira anterior à sexta-feira da Paixão.

Últimas Matérias

spot_img
Iniciar Conversa
Precisa de Ajuda?
JORNAL DE CONTAGEM
Olá
Podemos Ajudar