15 C
Contagem
sexta-feira, junho 14, 2024
HomeCadernosPolíticaSocorro para a saúde

Socorro para a saúde

Date:

Matérias Relacionadas

Anny Kalessa para o Gata Dmais – Por João Paulo Dias

Meu nome é Anny Kalessa (@annykalessa), tenho 22 anos,...

Edição 1233 14 de Junho de 2024

Edição Online da Edição 1232 do Jornal de Contagem Pop Notícias

Marcha para Jesus acontece neste sábado

Para fortalecer os laços de união, amor e de...

Não caia no golpe da falsa cobrança

Alerta importante A Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria...

Mais duas trincheiras na br 381

Mais mobilidade Contagem recebeu mais uma importante notícia que vai...
Ir para Criarteweb

Recolher o máximo de assinaturas em um abaixo-assinado para encaminhar ao Governo de Minas Gerais, cobrando a dívida do Estado com Contagem; e manter a mobilização via Justiça, para conseguir a normalização do repasse de recursos para a área da Saúde do Município que, segundo a Prefeitura de Contagem, estão retidos pelo Estado e superam 80 milhões de reais. Além disso, manter a população informada e consciente da realidade da Saúde na cidade.
O presidente da Comissão de Saúde da Câmara, vereador Dr. Wellington Ortopedista (PDT), esteve acompanhado de outros membros da Comissão – Vinícius Faria (PCdoB), Bruno Barreiro (PV) e Jair Tropical (PCdoB) -, além dos vereadores Edgard Guedes (PDT) e Capitão Fontes (MDB).

Esses foram os encaminhamentos finais da Audiência Pública convocada pela Comissão Externa de Saúde da Câmara Municipal de Contagem e realizada em parceria com a Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, no último dia 25 de abril, no Plenário Vereador José Custódio do Legislativo Municipal.

Diálogo e justiça – O deputado Ricardo Faria, da base de apoio do governador, optou por buscar o encaminhamento de soluções a partir do diálogo e da mediação, enquanto o colega Antonio Jorge, da bancada de oposição a Fernando Pimentel, partiu para o ataque, defendendo a judicialização da questão como forma de equacionar o problema e de forçar o Governo a tratar a Saúde como prioridade.
A ouvidora Conceição Resende apresentou dados que indicavam o baixo nível de reclamação e de insatisfação registrados na Ouvidoria em relação aos serviços do Sistema Único de Saúde. No entanto, ela teve sua fala dificultada pelo público nas galerias, que demonstrava revolta com a situação da Saúde no Município.

A etapa de debates, envolvendo gestores, autoridades e usuários, foi bastante acalorada, com emocionados desabafos do público e cobranças firmes da responsabilidade dos gestores pela situação difícil da Saúde. Em síntese, a população pediu socorro para a Saúde e deixou claro que estes recursos devidos pelo Estado fazem muita falta.

Antes de encerrar a audiência, o presidente da Comissão de Saúde da Câmara reiterou a origem da proposta dessa discussão nas Comissões de Saúde da Casa e da Assembleia Legislativa de Minas Gerais. “O Estado está devendo cerca de R$ 80 milhões para nosso Município, não está honrando seu compromisso com Contagem e, sem o repasse da verba, o Município não continuará caminhando rumo ao desenvolvimento. O ônus da saúde deficitária não deve ficar apenas com o Município, porque a responsabilidade é de todos os entes federados, governos Federal, Estadual e Municipal”, explicou.

Últimas Matérias

spot_img
Iniciar Conversa
Precisa de Ajuda?
JORNAL DE CONTAGEM
Olá
Podemos Ajudar