20 C
Contagem
sexta-feira, junho 14, 2024
HomeCadernosCidadeGestão compartilhada da Saúde

Gestão compartilhada da Saúde

Date:

Matérias Relacionadas

Anny Kalessa para o Gata Dmais – Por João Paulo Dias

Meu nome é Anny Kalessa (@annykalessa), tenho 22 anos,...

Edição 1233 14 de Junho de 2024

Edição Online da Edição 1232 do Jornal de Contagem Pop Notícias

Marcha para Jesus acontece neste sábado

Para fortalecer os laços de união, amor e de...

Não caia no golpe da falsa cobrança

Alerta importante A Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria...

Mais duas trincheiras na br 381

Mais mobilidade Contagem recebeu mais uma importante notícia que vai...
Ir para Criarteweb

A proposta do Executivo de introduzir, no âmbito da Saúde de Contagem, o sistema de gestão compartilhada dos equipamentos municipais de Saúde foi o tema principal de audiência pública na Câmara Municipal de Contagem, no último dia 6. Complexo e polêmico, o tema foi tratado também em audiência que aconteceu no dia 28 do mês passado.
Presidida pelo vereador Dr. Wellington Ortopedista (PDT), autor do requerimento e presidente da Comissão Externa de Saúde da Câmara, a audiência começou com a explanação do secretário de Saúde, Bruno Diniz. Ele explicou que não se trata da terceirização da Saúde, mas que o gerenciamento da Saúde ficará a cargo de uma Organização Social (OS), de caráter filantrópico e que não visa lucro.
Ele explicou, ainda, que a gestão, as regras e a fiscalização do funcionamento dos serviços de Saúde continuam sendo do Município.

Inclusive, o patrimônio adquirido é do Município. No caso da privatização,
é a transferência de propriedade. Não é isto que queremos
implantar em Contagem. Pelo contrário, a OS deverá cumprir metas rígidas
determinadas no contrato, sob pena de corte de recursos, afirmou.

Bruno Diniz finalizou, lembrando que os contagenses dependem de serviços de saúde das cidades vizinhas e é esta dependência que deverá ser gradativamente reduzida, a partir do contrato de gerenciamento compartilhado.

O povo de Contagem precisa e merece ser bem
atendido dentro da sua própria cidade, encerrou.

Em seguida, foi garantida a participação dos demais membros da mesa, seguidos das perguntas do público presente. A defensora pública Sheila Santos, frisou que serão necessárias várias outras audiências públicas para debater o tema.

O encontro contou com a presença do Ministério Público, do Sind-Ute, do Sindicato dos Enfermeiros, da Defensoria Pública, do Conselho Municipal de Saúde, além de gestores e servidores municipais. Os vereadores Daniel do Irineu (PP) e Caxicó (PPS) também participaram do evento.

Últimas Matérias

spot_img
Iniciar Conversa
Precisa de Ajuda?
JORNAL DE CONTAGEM
Olá
Podemos Ajudar