Microempreendedores

0
50

O número de Microempreendedores Individuais em Minas Gerais aumentou 23,34% em 2015, se comparado ao acumulado de 2014. Em oito anos, desde a aprovação da Lei Complementar que criou a figura jurídica do MEI, mais de 620 mil mineiros optaram pela formalização. No Brasil o número chega a 5,6 milhões.

JC1092-0803

Em 2015, 117 mil pessoas se formalizaram, três mil a mais que o número de formalizados no mesmo período do ano anterior. Minas Gerais foi o terceiro estado que registrou mais formalizações, representando 11,42% dos MEIs de todo o país, atrás apenas de São Paulo (270 mil) e Rio de Janeiro (134 mil).

Entre os principais fatores desse crescimento estão as vantagens oferecidas pela formalização.

O MEI tem direito ao auxílio maternidade, auxílio doença, registro no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas, aposentadoria, a possibilidade de vender para pessoas jurídicas e órgãos do governo, entre outros benefícios que o empreendedor não teria sendo informal, justifica o analista da Unidade de Políticas Públicas do Sebrae Minas, Cássio Duarte.

Formalização – Os MEIs são trabalhadores que faturam até R$ 60 mil por ano, não têm participação em outra empresa como sócio ou titular, têm até um empregado contratado e desempenham uma das 370 atividades permitidas.

SEM COMENTÁRIOS