quinta-feira, 25 julho

    Carnes de Natal

    Matérias Relacionadas

    Compartilhar

    Os fogos de artifício começam a estourar e os olhares se voltam para o céu para ver o grande espetáculo. É sinal que passou da meia noite e a ceia de Natal já pode ser servida, como costuma fazer grande parte das famílias. Até aí, a ansiedade é sempre grande para se deliciar com cada receita, feita especialmente para a ocasião.
    Nada de um cardápio morno na mesa, a ceia, geralmente, é abundante e farta de alimentos variados, com grandes quantidades. Entre todos os alimentos: frutas, sobremesas, acompanhamentos, a carne ainda é indispensável é o prato principal.
    As opções mais comuns são: tender, peru, chester, pernil e frango. Segundo a nutricionista Priscila Arruda, para deixar um prato mais saboroso deve-se temperar as carnes e aves com temperos diferentes, “As ervas finas, alecrim, hortelã, açafrão da terra, cravo, nós moscada e pimenta do reino, dão um toque especial ao sabor da carne”, comenta a nutricionista, que lembra também de incluir a receita, a cebola, alho e sal.
    A qualidade da carne é um outro fator fundamental para o sucesso da receita. É importante escolher o tipo correto e pedir ao açougueiro que os cortes não sejam feitos a favor das fibras da carne. Para ter um melhor cozimento e deixá-la macia, o ideal é que a cozinhe durante aproximadamente duas horas e meia.
    Para quem está de dieta, é importante consumir carnes menos gordurosas como os frangos e peixes e priorizar as saladas e frutas frescas. O segredo para não exagerar na comida é consumir primeiro os legumes e verduras, assim a sensação de saciedade é maior. Para referência, confira abaixo o valor calórico de cada porção:

    Chester – 2 filés (100g)         162 calorias

    Filé de frango – 2 filés (100g)  101 calorias

    Peru – 2 filés (100g)                 155 calorias

    Lombo – 1 fatia (100g)           272 calorias

    Tender – 4 fatias (100g)        210 calorias

    Esses pratos podem vir acompanhados por frutas como damasco, laranja, abacaxi, cereja e frutas cristalizadas, farofa e também por castanhas como nozes, amêndoas e avelãs. Um belo vinho branco e champanhes mais suaves, ou até mesmo rosè também harmonizam muito bem. A dica é aproveitar as sobras das carnes no dia posterior para fazer sanduíches, risotos ou tortas.

    Chester com frutas

    Ingre­dien­tes: 1 ­colher (sopa) de molho de soja, 1 ­colher (sopa) de mos­tar­da, 1 ­colher (sopa) de man­tei­ga, 1 ­colher (sopa) de mel, 2 xíca­ras (chá) de vinho bran­co, ­fatias de aba­ca­xi, kiwi e cere­jas para deco­rar, faro­fa para acom­pa­nhar, 1 ches­ter de 3 kg, sal a gosto.

    Modo de pre­pa­ro: em uma fôrma, tem­pe­re o ches­ter com a mos­tar­da, o molho de soja, o vinho e sal. Espa­lhe a man­tei­ga, cubra com papel alu­mí­nio e leve ao forno pré aque­ci­do por 2 horas. Reti­re o papel, unte o ches­ter com o mel e leve ao forno nova­men­te por 30 minu­tos ou até dou­rar. Reti­re e deco­re com ­fatias de aba­ca­xi e cere­jas. Sirva acom­pa­nha­do da faro­fa.

    Peito de Peru ao champanhe

    Ingre­dien­tes: 1 peru de 4 kg, 1 gar­ra­fa de cham­pa­nhe, 6 den­tes de alho, 2 cebo­las, 6 colhe­res de sopa de molho ­inglês, 1 ­colher de chá de pimen­ta do reino, suco de uma laran­ja, sal, 300g de man­tei­ga.

    Modo de pre­pa­ro: bater no liqui­di­fi­ca­dor o suco de laran­ja, molho ­inglês, a cebo­la, o alho pica­do, a cham­pa­nhe, a pimen­ta e o sal. Colo­que o peru em uma assa­dei­ra de bor­das altas. Regue com o molho e deixe tomar gosto por mais ou menos 12 horas, regan­do sem­pre. Duas a três horas antes, escor­ra o vinho de alho e ­depois mis­tu­re com a meta­de da man­tei­ga der­re­ti­da. Passe este vinho ­d’alho por uma penei­ra e ­depois reser­ve a sobra da penei­ra. Uti­li­zan­do uma serin­ga de inje­tar tem­pe­ro, colo­que quase toda a mis­tu­ra de vinho ­d’alho coada e a man­tei­ga der­re­ti­da. Dis­tri­buir esta mis­tu­ra por todo peito de peru, para que a carne fique bem molha­da. Duas horas ­depois, esfre­gue a ave com a sobra da penei­ra reser­va­da, fazen­do peque­nas aber­tu­ras com a faca afia­da, levan­te toda a pele da ave. Deixe mais 2 horas no tem­pe­ro e colo­que para assar. Antes de colo­car no forno cubra com papel alu­mí­nio para que a carne cozi­nhe deva­gar.

    spot_imgspot_img
    Artigo anterior
    Próximo artigo