quarta-feira, 24 julho

    Doenças não transmissíveis

    Matérias Relacionadas

    STF decide que lei que criminaliza fake news é inconstitucional

    Em uma decisão histórica, o Supremo Tribunal Federal (STF)...

    Instituto CircoLar forma e catapulta artistas circenses de Minas Gerais

    Inscrições para a Formação Profissional em Artes Cênicas, que...

    Compartilhar

    O estilo da vida que se leva é apontado por especialistas como responsável por muitas doenças. Entre elas as enfermidades conhecidas como não transmissíveis. Neste sábado (7/04), Dia Mundial da Saúde, a Organização Mundial da Saúde faz um alerta para as Doenças Não Transmissíveis (DNTs), que matam mais de 40 milhões de pessoas por ano, das quais 15 milhões têm entre 30 e 70 anos. O tema escolhido deste ano é

    Saúde para todos com cobertura sanitária universal,

    que tem como objetivo conscientizar governos, entidades de classe, organizações e pessoas com a meta de reduzir as mortes por DNTs.

    Doenças não transmissíveis são aquelas ocasionadas por fatores hereditários ou adquiridos, que podem ser agravados por condições ambientais, como poluição, sobrecarga física e emocional, alimentação inadequada, sedentarismo, tabagismo, alcoolismo e abuso de substâncias químicas, entre outros,

    explica o médico José Américo Bahia Filho, especializado em Medicina Preventiva e diretor do Hospital Lifecenter. Ele lembra que entre elas estão doenças como diabetes, hipotireoidismo, obesidade, alterações no colesterol, as doenças cardiovasculares (hipertensão arterial, insuficiência cardíaca, infarto do miocárdio), doenças pulmonares (asma, bronquite, enfisema), doenças musculoesqueléticas (artroses e osteoporose), os diversos tipos de câncer, a depressão e a ansiedade.
    O médico também ressalta que diferentemente das doenças transmissíveis, ou infectocontagiosas, a prevenção e o controle das DNTs dependem, em muito, de hábitos de vida e escolhas individuais.

    O Dia Mundial da Saúde chama atenção ao fato de que, em todas as instâncias de nossa vida, existem ações que podem ser adotadas para reduzir os efeitos dessas doenças.

    spot_imgspot_img