quarta-feira, 24 julho

    Viaduto Domingos Costa não tem risco de queda

    Matérias Relacionadas

    STF decide que lei que criminaliza fake news é inconstitucional

    Em uma decisão histórica, o Supremo Tribunal Federal (STF)...

    Instituto CircoLar forma e catapulta artistas circenses de Minas Gerais

    Inscrições para a Formação Profissional em Artes Cênicas, que...

    Compartilhar

    Para tranquilizar moradores da região Industrial e motoristas que trafegam pela avenida Tito Fulgêncio, na divisa entre Contagem e Belo Horizonte (Barreiro),  equipes da Defesa Civil de Contagem e da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Urbanos (Semobs) fizeram, nesta quinta-feira (30), vistoria técnica no viaduto Domingos Costa com o objetivo de averiguar se as condições estruturais do mesmo estavam comprometidas. 

    Uma das motivações da vistoria foi a circulação de um vídeo na internet no qual o morador/autor afirma que o viaduto corre risco de cair. No entanto, após vistoria, técnicos da Defesa Civil e da Semobs atestaram que a estrutura está intacta. “O que ocorreu aqui foi a queda do talude, porém, ela não provocou danos na parte estrutural, que continua firme. Quem é leigo no assunto pode se assustar, porém, o viaduto está seguro e a população não precisa se alarmar. Esse viaduto foi projetado para estar próximo ao Ribeirão Arrudas e conta com várias fundições, de mais de dezoito metros de profundidade. Tudo isso foi levado em conta no projeto. Portanto, não há risco de queda”, assegurou o engenheiro da Semobs, Elder José.

    O secretário municipal de Defesa Social, Décio Camargos, também esteve no local para acompanhar a vistoria. “É nosso dever fiscalizar e dar à população as informações corretas. Com as fortes chuvas que ocorreram na cidade, o talude próximo ao viaduto cedeu e, com isso, as pessoas ficaram preocupadas. Mas, felizmente os laudos afastaram essa possibilidade”, reiterou o secretário. 

    Décio Camargos informou que as obras de restauração do talude e de limpeza do entorno do Ribeirão Arrudas estão programadas para ocorrerem assim que as chuvas cessarem. “Logo que a chuva der uma trégua, vamos iniciar as intervenções neste local”, afirmou o secretário. Segundo ele, inicialmente será feita uma obra de contenção de pequeno porte, evitando que ocorra outro deslizamento perto da estrutura do viaduto. E um projeto definitivo e mais amplo já está sendo desenvolvido pela Semobs e está previsto para iniciar assim que o período chuvoso acabar.

    spot_imgspot_img
    Artigo anterior
    Próximo artigo