quarta-feira, 24 julho

    Obras de mobilidade

    Matérias Relacionadas

    STF decide que lei que criminaliza fake news é inconstitucional

    Em uma decisão histórica, o Supremo Tribunal Federal (STF)...

    Instituto CircoLar forma e catapulta artistas circenses de Minas Gerais

    Inscrições para a Formação Profissional em Artes Cênicas, que...

    Compartilhar

    O prefeito Alex de Freitas assinou, na quarta-feira, 23/10, em Brasília, contratação de operação de crédito com a CAF (Corporação Andina de Fomento) no valor de até US$ 42 milhões, com a contrapartida de US$ 10,5 milhões de recursos próprios da prefeitura, totalizando US$ 52,5 milhões, que serão usados em obras de mobilidade urbana no município de Contagem.
    Na conversão para o Real, a administração municipal terá à disposição um montante de aproximadamente R$ 211,5 milhões para serem empregados, principalmente, no Sistema Integrado de Mobilidade (SIM). O programa inédito irá revolucionar de maneira exponencial o modo como o contagense transita pela cidade. “Muito feliz de estar aqui representando o povo de Contagem. Toda a equipe de governo sonhou muito com esse momento. Planejamos com muito carinho as intervenções e, todas elas, trazem melhorias significativas e resposta para sonhos antigos de uma cidade que precisa enfrentar problemas históricos de mobilidade e de requalificação de seus espaços”, afirmou Alex.
    Obras – Em linhas gerais, o projeto prevê investimentos na requalificação de 30 quilômetros de corredores estruturantes do Sistema BRT e nas vias urbanas. Implantação de estações do BRT e terminais intermodais e a edificação ou a requalificação de viadutos e alças de acesso, como a alça de retorno do Parque Sarandi. Na área ambiental, serão feitas intervenções na modernização de parques urbanos e na execução de aproximadamente seis quilômetros de ciclovias.
    Nesse sentido, serão contempladas as obras de mobilidade dos corredores estruturais Leste-Oeste e Norte-Sul. Além da elaboração e implementação de estudos ambientais necessários para a viabilização da requalificação do Parque Sarandi, que inclui a elaboração do plano de gestão para a Unidade de Conservação da Estação Ecológica do Cabral e a implantação do Boulevard Portugal.

    spot_imgspot_img
    Artigo anterior
    Próximo artigo