sábado, 13 julho

    “Na onda dos erros”

    Matérias Relacionadas

    Ester Emanuelle para o Gata Dmais – Por João Paulo Dias

    Meu nome é Ester Emanuelle(@esterr_soares_), tenho 23 anos, sou...

    Edição 1235 28 de Junho de 2024

    Edição Online da Edição 1234 do Jornal de Contagem Pop Notícias

    Lula visita obras da Av. Maracanã

    O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva,...

    Campeonato Brasileiro Júnior e Elite

    Os atletas do projeto de Ginástica de Trampolim de...

    Prêmio Internacional: Contagem participa de eleição

    Contagem está participando do 18º Prêmio "Boas Práticas em...

    Compartilhar

    Por mais que evitamos falar, mas não dá para ficar em silêncio em relação à Secretaria de Esporte com sua atuação no futebol da cidade. Infelizmente, nosso esporte maior caiu em níveis assustadores, se comparado com o passado ainda recente. De acordo com as publicidades do governo municipal, oito campos foram entregues aos desportistas com serviços de patrolamento e reformas e, com certeza, com recursos da própria Secretaria. Mas, não temos apenas oito campos. Com fica ou como estão os outros campos que não foram agraciados? Sabemos que estão em situações complicadas, como o problema da iluminação noturna de vários deles, que correm o risco de ter todos os equipamentos roubados ou danificados. A falta de diálogo dos gestores da Secretaria de Esporte com os dirigentes dos clubes é desanimador.
    Desde que surgiu o SOS Futebol Amador, que não justifica a sua existência, se baseado nas acusações contra a LDMC, mas que sem dúvida alguma, contribuiu indiretamente para que a entidade buscasse soluções para os seus problemas. Na verdade foram inúmeras acusações tanto pelo lado da secretaria quanto dos dirigentes do grupo SOS. Só que o futebol, paixão brasileira, ficou em segundo plano pela administração municipal na era do primeiro secretário que assumiu a pasta no governo Alex de Freitas. Com isso perdemos três anos de conquistas adquiridas ao longo dos anos, por pura falta de bom senso dos envolvidos em acusações de irregularidades supostamente cometidas pela LDMC.
    Um dos reflexos negativos que marcou e ainda traz problemas, foi a paralisação dos campeonatos oficiais da Liga, já que alguns clubes se acharam no direito de não disputarem nenhuma competição sobre a supervisão da LDMC.
    O que não dá para entender é a Secretaria, se for verdade, pagando arbitragem de uma competição que não é oficial e deixar de pagar as dos campeonatos oficiais promovidos pela Liga. É claro que tanto o campeonato da Liga quanto o oficioso do SOS Futebol Amador tem como objetivo apenas o lazer.
    A Secretaria doou aos clubes que participaram das competições no ano passado, duas bolas. Muito, mas muito pouco mesmo!
    Enquanto isso, no silêncio de quem trabalha, a LDMC aos poucos vai conseguindo sanar seus problemas com o fisco e com seus ex-funcionários.
    Saudações!!!

    spot_imgspot_img