quinta-feira, 25 julho

    Prefeitura e feirantes debatem mudanças

    Matérias Relacionadas

    Compartilhar

    Representantes da Prefeitura de Contagem e da Feira do Eldorado se reuniram recentemente com o objetivo de buscar uma aproximação que possibilite um diálogo aberto na construção de ações que fortaleçam os trabalhadores. A tônica do encontro, que aconteceu no Ginásio Poliesportivo do Riacho, foi construir conjuntamente uma feira padronizada, setorizada, segura e que dê condições para feirantes, comerciantes e população.
    Ficou decidido, depois de intensas conversas e articulações, que será lançado nos próximos dias um edital para a contratação de empresa que fará a padronização e setorização das barracas da feira na Avenida João César de Oliveira, local onde a feira funcionará em um primeiro momento. Posteriormente, será feita uma licitação para garantir legalmente aos feirantes um lugar para trabalhar.

    Desde que assumimos a prefeitura fomos bombardeados por inverdades. Nunca passou pela minha cabeça, ou por qualquer um nesse governo, acabar com a Feira do Eldorado. Depois de diversas articulações e diálogos, determinamos a criação de alternativas e chegamos a esse formato, disse o prefeito Alex de Freitas.

    Ele falou aos feirantes sobre as questões jurídicas que impedem a continuação da feira no local onde ela hoje funciona.
    Cleusimar Tristão Damas, uma das representantes dos feirantes, destacou que a Avenida João César de Oliveira é local ideal para o funcionamento da feira e falou sobre o acordo com a prefeitura.

    Ficar definitivamente na João César é o sonho de todo feirante, contudo, o acordo que a prefeitura está fazendo conosco é de que nós iremos para a João César, mas se vier a acontecer as obras do BRT, que estão previstas, nos voltaremos para a José Faria, disse.

    Diálogo – O administrador da Regional Eldorado, Wellington Silveira, disse que essa definição em conjunto de contratar uma empresa para fazer a padronização e setorização das barracas da Feira do Eldorado e a sua transferência para outro local, é um marco histórico para a cidade. “Buscamos juntos uma solução para manter vivo esse patrimônio da nossa cultura que é Feira do Eldorado”, destacou.

    spot_imgspot_img