sábado, 13 julho

    Junta de Recursos Fiscais é subdividida

    Matérias Relacionadas

    Ester Emanuelle para o Gata Dmais – Por João Paulo Dias

    Meu nome é Ester Emanuelle(@esterr_soares_), tenho 23 anos, sou...

    Edição 1235 28 de Junho de 2024

    Edição Online da Edição 1234 do Jornal de Contagem Pop Notícias

    Lula visita obras da Av. Maracanã

    O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva,...

    Campeonato Brasileiro Júnior e Elite

    Os atletas do projeto de Ginástica de Trampolim de...

    Prêmio Internacional: Contagem participa de eleição

    Contagem está participando do 18º Prêmio "Boas Práticas em...

    Compartilhar

    O regimento da nova estrutura da Junta de Recursos Fiscais (JRF) de 2ª Instância, subdividido em Câmaras de 1ª e 2ª Instância para dar celeridade e transparência aos julgamentos, foi oficializado durante reunião de integrantes da Junta, no auditório da Prefeitura de Contagem. Cada câmara é composta, de forma paritária, por servidores da Secretaria Municipal de Fazenda, Procuradoria e representantes da sociedade civil. O Regimento foi modificado por meio do Decreto 090, de 10 de maio de 2017.

    Competência da JRF – As Juntas de 1ª e 2ª Instâncias analisam pedidos de contribuintes que receberam notificação ou autuação por infringir a legislação municipal referente a créditos tributários. O interessado pode protocolar defesa na Junta de 1ª Instância, na Receita Municipal (Avenida Cardeal Eugênio Pacelli, 1887, Cidade Industrial). O pedido é analisado e, caso os argumentos sejam julgados improcedentes, poderá recorrer à 2ª Instância.

    O contribuinte tem 30 dias, a partir da notificação ou autuação, para apresentar sua defesa. O resultado é publicado no Diário Oficial do Município (DOM), e a partir daí o interessado pode apresentar recurso na 2ª Instância. A partir da decisão da Junta, caso persista a discordância, o contribuinte tem a opção de procurar o Judiciário.

    spot_imgspot_img