terça-feira, 16 julho

    Fiscalização sanitária noturna

    Matérias Relacionadas

    Ester Emanuelle para o Gata Dmais – Por João Paulo Dias

    Meu nome é Ester Emanuelle(@esterr_soares_), tenho 23 anos, sou...

    Edição 1235 28 de Junho de 2024

    Edição Online da Edição 1234 do Jornal de Contagem Pop Notícias

    Lula visita obras da Av. Maracanã

    O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva,...

    Campeonato Brasileiro Júnior e Elite

    Os atletas do projeto de Ginástica de Trampolim de...

    Prêmio Internacional: Contagem participa de eleição

    Contagem está participando do 18º Prêmio "Boas Práticas em...

    Compartilhar

    Fiscais da Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal de Saúde vistoriaram estabelecimentos comerciais da região da Avenida José Olímpio Garcia (Norte e Sul), no bairro Eldorado na noite do último dia 24. A fiscalização noturna foi retomada após 15 anos suspensa em Contagem.
    Em um dos estabelecimentos, os inspetores da saúde encontraram algumas irregularidades em alimentos processados e in natura. Diversos produtos estavam armazenados de forma incorreta, fora da validade e até deteriorados, com a presença de mofo e fungos. “Todo o alimento encontrado em desacordo com as regras foram inutilizados e o proprietário foi informado, por meio de um termo da vigilância, para que em 30 dias faça as adequações necessárias na cozinha”, explicou o inspetor Eugênio Rodrigues.

    Eu fui pego de surpresa, mas tenho certeza que uma ação como essa é importante para nós comerciantes e também para o público. Eles apontaram algumas mudanças que preciso fazer e sobre as quais eu não tinha conhecimento,

    avaliou o empresário Vanilson Batista Ramalho, dono de um comércio que funciona há 12 anos no local.
    O diretor da Vigilância Sanitária, Marcílio Alves dos Santos, informou que as ações noturnas têm como primeiro objetivo sensibilizar, educar e, se necessário, recolher alimentos que estejam fora dos padrões estabelecidos pela lei.

    Em uma segunda ação vamos notificar. Se persistirem as irregulares, os comerciantes serão multados e até proibidos de vender os alimentos, explicou.

    A fiscalização volta a ser feita em pizzarias, restaurantes, bares e trailers, com o apoio da Guarda Civil.

    spot_imgspot_img