Ampliação do metrô

0
2
Alex se reuniu em Brasília com o ministro das Cidades, Bruno Araújo, que autorizou o inicio dos processos formais para o financiamento público (FOTO: Cassio Matias)

A Prefeitura de Contagem assegurou nesta terça-feira (7 de novembro), junto ao Ministério das Cidades, o repasse de R$ 157,7 milhões para a ampliação do metrô até o Novo Eldorado. O município terá cinco anos de carência para começar a pagar o financiamento e 20 anos para quitá-lo. Além da melhoria da mobilidade urbana de Contagem e vizinhas cidades da Região Metropolitana de Belo Horizonte, o prefeito Alex de Freitas destacou a importância do projeto para o desenvolvimento econômico.

Alex se reuniu em Brasília com o ministro das Cidades, Bruno Araújo, que autorizou a Secretaria Nacional de Planejamento a iniciar os processos formais para o financiamento público, que deve ser concluído até o início de dezembro. Após a liberação da verba será aberta licitação pela Prefeitura de Contagem, CBTU e Metrominas (que criou o projeto executivo da expansão do metrô).

A previsão é  que as obras tenham  início de 2019 e concluídas em três anos.

É importante destacar que são poucos os prefeitos que têm a coragem de propor que o município assuma a conta de uma obra que envolve ativos federais, porque sabem da dificuldade do momento da economia do país. Mas, o Alex de Freitas resolveu através das contas municipais ajudar a levar essa importante obra que é fundamental para a vida de milhares de pessoas, apontou o ministro.

Bruno Araújo ressalta que Contagem tem capacidade financeira para garantir a execução das obras.

A Secretaria Nacional de Planejamento está autorizada por mim a iniciar todos os processos formais para entregarmos os valores relativos a financiamento da prefeitura. Não é uma obra simples de alvenaria, de uma a duas semanas. Envolve uma soma de recursos, tratativas formais com o Ministério das Cidades e Caixa Econômica Federal, mas dada a capacidade de endividamento do município, vamos trabalhar para entregar os recursos necessários para tocar essa obra, disse.

O prefeito destacou que a última intervenção no metrô foi em 2002, com a revitalização da estação Vilarinho, em Venda Nova, na capital. Em Contagem, no entanto, nunca houve avanço em mais de 30 anos deste meio de transporte na Região Metropolitana de BH.

A população não aguenta esperar mais. Estamos passando por um momento de planejamento do nosso transporte coletivo e o metrô é fundamental para atrair o desenvolvimento, facilitar a vida das pessoas, garantindo um transporte mais seguro, rápido, confortável e confiável. Saio daqui muito feliz com o compromisso do Ministério em liberar formalmente os recursos para essa obra, comemorou.

O prefeito explica que serão 1.600 metros lineares de obras, ligando a estação Eldorado ao Novo Eldorado. “Tem um significado importantíssimo para a região metropolitana, porque a concepção do projeto trata também de uma rodoviária e um terminal urbano nos eixos da avenida João César de Oliveira e Via Expressa. Portanto, ele aproxima dois lados de Contagem, a região do Água Branca com a parte comercial mais importante da cidade, que é o Eldorado. Configura um novo desenho para aquela região e para os centros comerciais, que são os geradores de emprego e renda. Interessa muito a Betim, Juatuba, Esmeraldas e outras cidades do entorno, que poderão usar esse transporte para se deslocar na região metropolitana”, disse Alex de Freitas.

O metrô e os terminais rodoviário e de ônibus urbano vão atender cerca de 30 mil pessoas por dia.

SEM COMENTÁRIOS