quinta-feira, 25 julho

    Mas como chegar até as nuvens com os pés no chão?

    Matérias Relacionadas

    Compartilhar

    Porque muitas vezes desistimos de nossos sonhos?
    Por que nós somos preguiçosos
    Nós humanos, por padrão de comodidade, preferimos seguir a boiada e fazermos as coisas que as pessoas já fazem ao invés de voar para o desconhecido e correr contra a multidão.
    E sua falta de vigor pelo que é correto na sua mente, é substituído pelo pensamento insano de uma sociedade senil de que “se todo mundo faz assim não vou mudar”.
    Neste momento é que eu digo que nossos anseios e nossas desejos e o valor que damos ao que realmente importa depende do que acontece apenas, eu digo apenas, diretamente conosco. Isso é matemática pura, exata e transparente. Então você precisa passar por um problema grave, que talvez alguém que você conheça já passou mas você na época não se preocupou com isso e porque agora é diferente?
    A situação é a mesma, o problema é ó mesmo mas agora é com você.
    E depois de passar por isso você se encontra no universo e você compreende que a vida é muito boa, que nossa vida é única e exclusivamente nossa. E precisamos vivê-la. A vida, ou podemos dizer a morte não vai nos dar uma segunda chance. Você precisa usá-la de maneira sábia mas não leviana, de maneira inconsequente, mas não irresponsável.
    Uma grande mudança quando você descobre que está com uma doença grave, ou uma enfermidade ou passa por algum problema grave pessoal ou familiar, depois de superado, você acaba lingando o botão “foda-se” para muitas coisas ínfimas e miseras em que algum tempo atrás você dava importância.
    Mas como você sabe se vou “superar”? Quando eu vou saber se já estou bem?
    Eu não sei. Mas você vai ter que superar. É inevitável. Ou você superar ou se entrega. Por que o mundo não vai parar girar para que você apanhe suas cinzas e se reconstrua. Isso leva tempo, e é totalmente diferente de pessoa para pessoa. Alguns irão levar menos tempo e outros talvez levem anos. Mas pode ter certeza. Você vai superar.
    Algumas coisas sobre o tempo de nossa vida são indiscutíveis. A sua juventude sempre será a melhor, as pessoas antigamente sempre serão mais educadas, os filhos obedeciam mais aos pais e os políticos de sua época sempre serão mais honestos. E o que é mais inusitado, essas frases serão pronunciadas por você daqui a alguns anos para seus filhos.
    Mas, uma verdade é indiscutível: O tempo cicatriza tudo.
    E seja sempre insano. Apenas dessa forma vamos conseguir se diferentes e evoluir. Ninguém que segue a boiada da vida consegue de destacar. Ninguém que usa os padrões consegue algo diferente.
    Todas as pessoas que foram conquistadores, criadores, inventores e revolucionários pensavam diferente de todos, eram insanos, arbitrários inconsequentes.
    E talvez você seja assim também, mas tem uma grande diferença. Essas pessoas que marcaram por serem diferentes foram até o fim, acreditaram em suas ideias em suas metas e concluíram tudo o que almejavam, mesmos todos indo contra, todos rindo de suas ideias, colocando empecilhos, inventando desculpas e mil maneiras de como as coisas poderiam dar erradas. Mas nada disso tirou o foco. Nada desses percalços fizeram eles desacreditar de seus ideais e foram até o fim contra tudo e contra todos.
    Independente de qual seja seu objetivo ou meta, se você realmente acredita que isso lhe trará felicidade, se você realmente tem fé em seu projeto, deixe todos de lado e siga seu caminho. E sabe porque muitas pessoas te desanimam? Porque as ideias não são delas. São levadas pela inveja de uma criatividade e uma paixão pela vida que você demonstra e que ela não consegue alcançar.
    Como dizia Albert Einstein: Burrice é a pessoa fazer a mesma coisa sempre e esperar resultados diferentes.
    E lembre-se de que muitas pessoas irão falar que para você conseguir ou atingir algo é apenas questão de SORTE, mas não se esqueça que essa palavra, SORTE, é usada por vagabundos para justificar um esforço que eles não fazem.

    • Rui Miguel – Escritor, youtuber e blogueiro.
    spot_imgspot_img
    Artigo anterior
    Próximo artigo