quarta-feira, 24 julho

    Novos equipamentos

    Matérias Relacionadas

    STF decide que lei que criminaliza fake news é inconstitucional

    Em uma decisão histórica, o Supremo Tribunal Federal (STF)...

    Instituto CircoLar forma e catapulta artistas circenses de Minas Gerais

    Inscrições para a Formação Profissional em Artes Cênicas, que...

    Compartilhar

    Antônio Francisco Torres trabalha muito para deixar a cidade mais limpa e agradável. Nesta semana, ele teve novo motivo para ficar mais feliz e orgulhoso da função que exerce. Antônio é um dos integrantes da Associação de Catadores de Material Reciclável de Contagem (Asmac) contemplados com equipamentos novinhos e mais modernos, que vão facilitar a atuação de quem não mede esforços para que as ruas e praças fiquem mais aprazíveis, contribuindo diretamente para a preservação do meio ambiente.
    Os equipamentos foram entregues pela Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria Municipal de Trabalho e Geração de Renda, nos três galpões da Asmac: na Ceasa e nos bairros Novo Riacho e Perobas. A iniciativa é inédita na Região Metropolitana de Belo Horizonte. “Quanto mais leve o nosso equipamento, mais fácil para trabalhar. Esse carrinho que estamos recebendo pesa menos e comporta a mesma quantidade de material, facilitando nossa vida principalmente nos morros. A coleta desse material é o sustendo das nossas famílias”, destaca Antônio, que trabalha no galpão da Ceasa.

    Foi uma conquista de quem ajuda a zelar pela cidade, esforço reconhecido pela gestão municipal


    Foram entregues dezoito carrinhos de duas rodas para coleta, três para transporte de materiais empilháveis, seis carrinhos plataforma, uma mesa de triagem, uma balança eletromecânica e três tendas, distribuídos de acordo com a necessidade dos galpões. A coordenadora-geral da Asmac no Novo Riacho, Isabel de Paula Souza, ressalta que além da parte financeira, os novos equipamentos aumentam a autoestima dos catadores. “Tenho que agradecer a Deus, à Prefeitura e a equipe da Secretaria do Trabalho. Minha autoestima fica lá em cima em saber que alguém se preocupa com a gente. Em 38 anos de trabalho, nunca tinha recebido esse reconhecimento”, comemora.
    O secretário Municipal de Trabalho e Geração de Renda, Fredim Carneiro, aponta a importância desta ação para a cidade, por causa dos benefícios da coleta seletiva e da destinação correta do lixo para a ampliação da vida útil dos aterros sanitários, se tornando uma política pública para a preservação ambiental. “Vivemos um momento de debate sobre o futuro das grandes cidades quanto às questões ambientais. A Prefeitura de Contagem faz um trabalho para conscientizar a população sobre a separação do lixo, o orgânico daquele que pode ser reciclado. A parceria entre as secretarias de Trabalho e Meio Ambiente não só viabiliza os recursos financeiros para as famílias que estão recebendo os equipamentos, mas contribui para a retirada dos materiais das ruas, dando um destino correto a eles, promovendo a coleta seletiva e a reciclagem em Contagem”.

    Recursos são do Fundo Municipal de Trabalho e Renda Solidária

    Os equipamentos foram entregues nesta semana

    Segundo Fredim Carneiro, a distribuição inédita do equipamento entre os Municípios da Região Metropolitana de BH foi viabilizada pela parceria com o governo federal. “A economia solidária se encontrou nessa politica de reaproveitar o material que é reciclado. Nós conseguimos, por meio de um convênio com o antigo Ministério do Trabalho, viabilizar os recursos para adquirir toda a estrutura que os catadores vão utilizar nas ruas”. Os recursos foram repassados ao Fundo Municipal de Trabalho e Renda Solidária.
    Lucélia Lourenço Perreira trabalha no galpão da Asmac na Ceasa. Ela é filha da também catadora Marlene Lourenço Pereira, conhecida como dona Marleninha do Novo Riacho, cofundadora da Asmac. “A gente fica muito satisfeito ao receber esses equipamentos, pois muitos não tinham condições de comprar o carrinho para trabalhar. A Prefeitura está olhando por nós, ajudando a nossa produção e desenvolvimento”, diz.
    Mais de 200 famílias são beneficiadas pela atuação da Asmac, que conta com 50 associados. A coleta seletiva é feita em 20 bairros de Contagem.

    O secretário Fredim Carneiro destaca a política ambiental
    spot_imgspot_img