sábado, 13 julho

    Combate a Febre Maculosa

    Matérias Relacionadas

    Ester Emanuelle para o Gata Dmais – Por João Paulo Dias

    Meu nome é Ester Emanuelle(@esterr_soares_), tenho 23 anos, sou...

    Edição 1235 28 de Junho de 2024

    Edição Online da Edição 1234 do Jornal de Contagem Pop Notícias

    Lula visita obras da Av. Maracanã

    O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva,...

    Campeonato Brasileiro Júnior e Elite

    Os atletas do projeto de Ginástica de Trampolim de...

    Prêmio Internacional: Contagem participa de eleição

    Contagem está participando do 18º Prêmio "Boas Práticas em...

    Compartilhar

    A Prefeitura de Contagem constituiu uma força tarefa para combater o vetor da febre maculosa, o carrapato-estrela. Na segunda-feira (3), foi realizada uma coletiva de imprensa, no auditório da Prefeitura, quando foram divulgados detalhes sobre os casos que vitimaram moradores da Vila Boa Vista, na divisa com a região da Pampulha, em Belo Horizonte.
    Até essa quinta-feira, (06), 33 casos de febre maculosa foram notificados em Contagem. Entre as 33 notificações, quatro mortes, sendo três confirmadas pela doença e uma em investigação.
    O último caso notificado foi na quarta-feira, (5). É de um morador do bairro Eldorado, que procurou atendimento, alegando ter tido contato com o carrapato em Betim.
    Essa é a primeira notificação em Contagem fora da área quente de atuação, onde 128 pessoas entraram em um terreno para fazer o cercamento.
    Na manhã desta quinta-feira (6), o coordenador do programa de manejo das capivaras de BH visitou a área quente em Contagem para orientar o município quais medidas adotar para capturar as capivaras.
    Entre as outras medidas adotadas está a limpeza de toda a área onde foram encontrados os focos dos carrapatos. Cerca de 20 homens estão no terreno de 8 hectares com maquinário, revirando a terra e aplicando cal. A cal aumenta a acidez do solo e mata os carrapatos. É uma medida de baixo impacto ambiental.
    Recolhimento dos cavalos sem dono na região. Até a manhã dessa quinta-feira (6), nove animais foram recolhidos. Eles receberem banhos de carrapaticida – são necessários quatro banhos, num período de 28 dias.
    Funcionários da Secretaria de Saúde pulverizaram carrapaticida na região e nas casas próximas.
    A princípio, Contagem deve capturar as capivaras, realizar a vermifugação e colocar chips nos animais.
    A Defesa Civil isolou a rua por cerca de um quilômetro e todos que entram no local devem fazer um cadastro. O motivo é controlar o fluxo de pessoas e evitar que mais gente fique exposta aos riscos.


    A doença – A médica infectologista da Secretaria de Saúde, Tânia Marcial, ressalta que a doença se manifesta repentinamente e os sintomas podem ser confundidos com a dengue. “Febre alta, dor de cabeça, dor muscular, enjoo, manchas na pele. Por isso, é importante o histórico. A pessoa deve informar ao médico se esteve em algum lugar de risco (curral, parque ecológico, etc.)”, apontou Tânia Marcial.

    spot_imgspot_img