quarta-feira, 24 julho

    Faltam professores

    Matérias Relacionadas

    STF decide que lei que criminaliza fake news é inconstitucional

    Em uma decisão histórica, o Supremo Tribunal Federal (STF)...

    Instituto CircoLar forma e catapulta artistas circenses de Minas Gerais

    Inscrições para a Formação Profissional em Artes Cênicas, que...

    Compartilhar

    O vereador e presidente da Câmara Municipal, Daniel Carvalho (PV) apresentou e fez aprovar na reunião plenária de terça-feira (4/09), requerimento solicitando a adoção de medidas cabíveis pelos órgãos competentes para resolver de maneira definitiva os problemas de falta de professores de matemática e de PEB I (Educação Básica) na Escola Municipal Antonio Augusto Diniz Costa, no Bairro Bernardo Monteiro.
    Ele lembra que o ano letivo já está no segundo semestre e os estudantes estão sem professores de matemática e do fundamental I, causando muitos prejuízos a todos eles que não conseguem ter acesso ao conteúdo programático conforme diretrizes curriculares do MEC.

    Merece destaque o fato de o ensino básico e fundamental ser essencialmente o mais importante da vida da criança. É nesta etapa que ela receberá todos os conceitos educacionais fundamentais, disse.

    Daniel Carvalho disse, ainda, que o estudante poderá sofrer o comprometimento da base da sua educação formal, por falta de acesso ao conteúdo curricular.

    Ademais, considerando que os recursos destinados à educação estão previstos na dotação orçamentária, a falta de professores viola inclusive o disposto no orçamento destinado a Educação, que prevê dentre outras, despesas com pessoal, conclui o parlamentar.

    Contratação de professores – A Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria Municipal de Educação, informa que em razão do pedido de exoneração da professora de PEB1, que lecionava no 1º ano, e o fim do contrato do professor de matemática, que lecionava no 6º e 7º anos na Escola Municipal Antônio Augusto Diniz Costa, a direção organizou a manutenção das atividades escolares. As turmas são atendidas por educadores substitutos, sem prejuízos aos estudantes.

    A Secretaria Municipal de Educação informa ainda que, o processo de contratação de professores para substituir os professores que dei- xaram a Escola Municipal Antônio Augusto Diniz Costa e todos os profissionais que se encontram de licença do trabalho já está em curso.

    A Prefeitura reitera que preza pela qualidade de ensino dos estudantes e, em um momento de grave crise econômica, no qual os governos federal e estadual não repassam ao município os recursos destinados à educação, a cidade promove os maiores investimentos de sua história no setor educacional, como revitalização de todas as 115 escolas e distribuição de uniformes escolares para todos os estudantes da rede.

    spot_imgspot_img
    Artigo anterior
    Próximo artigo