24.4 C
Contagem
quinta-feira, junho 13, 2024
HomeCadernosSaúdeDiabetes pode causar cegueira

Diabetes pode causar cegueira

Date:

Matérias Relacionadas

Edição 1233 14 de Junho de 2024

Edição Online da Edição 1232 do Jornal de Contagem Pop Notícias

Marcha para Jesus acontece neste sábado

Para fortalecer os laços de união, amor e de...

Não caia no golpe da falsa cobrança

Alerta importante A Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria...

Mais duas trincheiras na br 381

Mais mobilidade Contagem recebeu mais uma importante notícia que vai...

O Impacto das eleições municipais nos serviços públicos

As eleições municipais, que elegem prefeitos, vice-prefeitos e vereadores,...
Ir para Criarteweb

Com a tecnologia progredindo rapidamente o ser humano se acostumou com alimentação rápida. Assim os alimentos industrializados possuem grande quantidade gorduras não saudáveis e açúcar. Este açúcar em excesso no sangue pode acarretar problemas severos, como a diabetes, que possui consequências, como a cegueira.
Segundo a médica Márcia Simões da Eden Clínica, em Curitiba,

o maior previsor de complicações são os picos de hiperglicemia no sangue do paciente. Estudos demostram que 90% das pessoas com diabetes há mais de 20 anos possuem algum grau de acometimento ocular (retinopatia),

ou seja, pacientes com longo histórico de diabetes são altamente propensos à cegueira.
De acordo com a médica os tipos de diabetes interferem no risco de desenvolver a doença:

O risco de desenvolver a doença em um paciente com DM tipo 1 pode ser aumentada pelo maior tempo de doença que o paciente possui. Esse problema, porém, pode ser evitado mantendo sempre a doença bem controlada,

isto é, os cuidados são extremamente essências pois mesmo tendo a doença há chance de controle dela.
Para a médica,

o  ideal para os pacientes com DM tipo 1 é consultar com o oftalmologista assim que descobrir a doença e pacientes com DM tipo 2 consultar após 5 anos do diagnóstico da diabetes. É feito o exame de fundo de olho, muito simples, onde já se pode identificar se existem ou não alterações,

ou seja, o acompanhamento de um especialista é fundamental. Como a médica ressalta a procura por um especialista deverá ser imediata.

Qualquer médico está apto para diagnosticar e tratar a doença, porém o médico clínico geral e o endocrinologista são os que mais a acompanham.

Últimas Matérias

spot_img
Iniciar Conversa
Precisa de Ajuda?
JORNAL DE CONTAGEM
Olá
Podemos Ajudar