quinta-feira, 25 julho

    Inovação e logística

    Matérias Relacionadas

    Compartilhar

    Governo de Minas vai investir R$ 13 milhões para apoiar a implantação do Centro Global de Inovação e Logística em Contagem. O governador Fernando Pimentel, assinou na quinta-feira (5/4), no Palácio da Liberdade, despacho definindo como prioridade o investimento.
    As operações em Contagem devem ter início ainda neste ano, e o foco é buscar soluções para os maiores desafios em logística para a indústria no Brasil e no mundo, especialmente para a divisão de transporte de mercadorias. O espaço será criado por meio de parceria entre o governo estadual e a Hyperloop Transportation Technologies (HyperloopTT), empresa de transportes e tecnologia focada no sistema de mobilidade.

    O Centro será criado por meio de parceria entre o governo estadual e a HyperloopTT, empresa de transportes e tecnologia focada no sistema de mobilidade (Manoel Marques/imprensa-MG)

    A ação inédita coloca Minas Gerais no centro das estratégias globais da empresa para pesquisas e desenvolvimento na área de transporte. Esta é mais uma medida adotada pelo Estado na busca pela liderança do desenvolvimento do setor de tecnologia no país.

    Fernando Pimentel afirmou que a escolha de Minas Gerais para abrigar o Centro Global de Inovação e Logística tem um significado especial e demonstra o êxito do modelo de gestão desenvolvido no Estado.

    Isso nos estimula e significa que estamos no caminho correto do modelo de desenvolvimento econômico que adotamos em Minas Gerais. É, de fato, um modelo de sucesso e um modelo do futuro. Investir na criação desse ecossistema de inovação e tecnologia já fez de Belo Horizonte, e da região metropolitana, uma das regiões mais criativas do mundo inteiro, destacou.

    Segundo o governador, Minas Gerais fornece todo o apoio necessário para a implantação da chamada indústria criativa em seu território.

    Esse laboratório ficará sediado em Contagem, mas outras cidades também se beneficiam desse tipo de investimento. Fico extremamente orgulhoso e satisfeito de ver o progresso que fazemos. Apesar das notícias não animadoras que nos chegam de Brasília, olhamos para cá e ficamos estimulados. Minas Gerais está no caminho certo, completou.

    140 países foram avaliados

    Fiquei surpreso por encontrar em Minas Gerais todos os requisitos necessários para o nosso projeto. Esse é o começo da construção dele e precisamos da ajuda de vocês, com empresários e talentos locais. É uma oportunidade para as pessoas participarem de um programa que vai transformar o transporte no mundo,

    salientou o presidente da HyperloopTT, Bibop Gresta durante a cerimônia. Ele pontuou que 140 países foram avaliados para a instalação do centro e que o Brasil foi o escolhido.
    O secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Miguel Corrêa, explicou que o governo do Estado tem criado condições para atrair a chegada de empresas de tecnologia com destaque mundial.

    Este é um projeto de pesquisa e desenvolvimento que as empresas de alto impacto escolhem para desenvolver suas ideias, teses e testar seus protótipos e exportar tecnologia. Aquele discurso que nós usamos muitos anos de que Minas Gerais exporta apenas commodities fica para trás. Estamos virando um centro de produção de conhecimento no mundo, não há dúvidas, afirmou.

    A criação do centro é apoiada pelo Governo de Minas Gerais por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sedectes) e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig), com a Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg).
    O acordo foi feito por meio de uma parceria público-privada (PPP) com um investimento de aproximadamente R$ 26 milhões em sua primeira fase, que inclui contribuições da Sedectes, da HyperloopTT e de investidores privados. Além disso, um espaço físico de 22 mil metros quadrados foi fornecido pelo município de Contagem.

    Ações no setor de tecnologia e inovação

    Para a criação do Centro, o prefeito de Contagem, Alex de Freitas, e o presidente e co-fundador da Hyperloop, Bibop Gresta, assinaram um protocolo de intenção firmando a parceria. A Prefeitura cedeu o Centro de Memória do Trabalhador da Indústria, espaço com 22 mil metros quadrados e 4 mil metros quadrados de área construída.
    Para Alex de Freitas, compartilhar o conhecimento com os estudantes e instituições de ensino é o maior valor agregado com a chegada da Hyperloop à cidade.

    Agora temos em comum com outras três grandes cidades uma empresa de tecnologia muito bem-sucedida, que está se propondo a fazer uma revolução na área de transportes tanto de passageiros como de carga. Ser sede do quarto centro de pesquisa e desenvolvimento da Hyperllop no mundo proporciona a Contagem um orgulho enorme. Estamos atraindo grandes investimentos, continuamos com um potencial incrível e vamos acreditar e ter cada vez mais esperança rumo a um futuro melhor para nossa cidade. Os efeitos disso serão muito positivos para a geração de riqueza e conhecimento e para a autoestima da população, disse.

    spot_imgspot_img