sexta-feira, 12 julho

    Benefícios do parto normal

    Matérias Relacionadas

    Ester Emanuelle para o Gata Dmais – Por João Paulo Dias

    Meu nome é Ester Emanuelle(@esterr_soares_), tenho 23 anos, sou...

    Edição 1235 28 de Junho de 2024

    Edição Online da Edição 1234 do Jornal de Contagem Pop Notícias

    Lula visita obras da Av. Maracanã

    O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva,...

    Campeonato Brasileiro Júnior e Elite

    Os atletas do projeto de Ginástica de Trampolim de...

    Prêmio Internacional: Contagem participa de eleição

    Contagem está participando do 18º Prêmio "Boas Práticas em...

    Compartilhar

    A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) reforça a importância da realização do parto normal de forma acolhedora e humanizada. O Sistema Único de Saúde (SUS) entende que cada parto é único e, por isso, diversos programas e ações estão sendo construídos para que a mulher seja acolhida e tenha suas vontades respeitadas.

    Em Minas Gerais, os partos normais realizados no SUS são maioria. Em 2016, dos 165.241 partos realizados no estado pelo SUS, 55,3% foram normais. Entretanto, o parto normal ainda é cercado de mitos, como se causasse dor e sofrimento à mãe e à criança.
    Mas as vantagens desse tipo de parto são extensas, começando pelo fortalecimento do sistema imunológico do bebê que, ao passar pelo canal vaginal da mãe, tem contato com bactérias naturalmente presentes nessa parte do corpo da mulher. Além disso, por meio do parto normal, o ritmo cardíaco, fluxo sanguíneo e a maturação pulmonar do bebê são gradativamente trabalhados.

    Considerado um dos momentos mais importantes para a construção do vínculo entre a mãe e o bebê, o parto precisa ser tranquilo e seguro, prezando pelo acolhimento da gestante e da criança.

    Existe um mito de que o parto normal é um procedimento de dor e sofrimento e
    que a cesariana é mais segura. Entretanto, existem riscos e eventos adversos que podem acontecer nos partos realizados com cirurgia ou pelo uso de medicamentos para a operação cesariana.

    Profissionais – A transição do modelo de atenção ao parto e nascimento é um processo que envolve complexas mudanças culturais, sociais e assistenciais. Nesse sentido, um dos desafios é a formação dos profissionais de saúde, que devem estar preparados para acolher a mulher.
    O cuidado e a assistência destes profissionais, compondo a equipe multiprofissional no cenário do parto e nascimento, são de extrema relevância para a redução das intervenções e cesáreas desnecessárias.

    spot_img
    Artigo anterior
    Próximo artigo