sexta-feira, 12 julho

    Vacinação contra a Influenza

    Matérias Relacionadas

    Ester Emanuelle para o Gata Dmais – Por João Paulo Dias

    Meu nome é Ester Emanuelle(@esterr_soares_), tenho 23 anos, sou...

    Edição 1235 28 de Junho de 2024

    Edição Online da Edição 1234 do Jornal de Contagem Pop Notícias

    Lula visita obras da Av. Maracanã

    O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva,...

    Campeonato Brasileiro Júnior e Elite

    Os atletas do projeto de Ginástica de Trampolim de...

    Prêmio Internacional: Contagem participa de eleição

    Contagem está participando do 18º Prêmio "Boas Práticas em...

    Compartilhar

    A partir desta edição da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, iniciada no último dia 17, os professores, tanto da rede pública como privada, passam a fazer parte do público-alvo da campanha de vacinação contra a Influenza.
    Cerca de 2,3 milhões de profissionais da educação poderão se vacinar contra a gripe. Ao todo, receberão a vacina 54,2 milhões de pessoas que integram os grupos prioritários. Para isso, o Ministério da Saúde está adquirindo 60 milhões de doses da vacina. A campanha seguirá em todo o país até 26 de maio, sendo que dia 13 será de mobilização nacional.
    Público alvo – Integram o público-alvo da campanha, pessoas a partir de 60 anos, crianças de seis meses a menores de cinco anos (quatro anos, 11 meses e 29 dias), trabalhadores de saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas privadas de liberdade – o que inclui adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas – e os funcionários do sistema prisional.

    Os portadores de doenças crônicas não transmissíveis, que inclui pessoas com deficiências específicas, também devem se vacinar. Para esse grupo não há meta específica de vacinação. Este público deve apresentar prescrição médica no ato da vacinação. Pacientes cadastrados em programas de controle das doenças crônicas do Sistema Único de Saúde (SUS) deverão se dirigir aos postos em que estão registrados para receberem a vacina, sem a necessidade de prescrição médica.

    Prevenção – A transmissão dos vírus influenza acontece por meio do contato com secreções das vias respiratórias, eliminadas pela pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar. Também ocorre por meio das mãos e objetos contaminados, quando entram em contato com mucosas (boca, olhos, nariz). À população em geral, o Ministério da Saúde orienta a adoção de cuidados simples como medida de prevenção para evitar a doença, como: lavar as mãos várias vezes ao dia; cobrir o nariz e a boca ao tossir e espirrar; evitar tocar o rosto; não compartilhar objetos de uso pessoal; além de evitar locais com aglomeração de pessoas.

    Contagem realiza ação especial

    Para vacinar os acamados cadastrados nas unidades de saúde, Contagem iniciou uma ação especial na segunda-feira (17). Neste caso, equipes da Saúde da Família vão até a residência da pessoa para fazer a imunização.
    A distribuição das vacinas será feita em sete lotes, segundo a coordenadora da Central de Imunização de Contagem, Fernanda Elisa Ferreira de Almeida. O primeiro, com 34.300 doses, já foi entregue nas 48 salas de vacinação da cidade. Até o final da campanha serão distribuídas 140 mil doses.
    Fernanda Elisa explica que a vacina é um vírus morto e inativado, o que elimina o risco de doença. “Quanto à reação adversa, ela é natural em qualquer vacina, sendo que na da gripe pode surgir febre, vermelhidão e um desconforto no local, que pode durar até dois dias. A recomendação é fazer compressa fria. Crianças dentro da faixa etária preconizada pelo Ministério da Saúde e idosos devem se vacinar, já que estão mais propensos a pegar gripe, que pode desencadear em pneumonia”, destaca a especialista.
    Documentos – Para se imunizar, a pessoa deve apresentar o cartão de vacinação para registro da dose e verificação da necessidade de atualizar outra vacina. Os doentes crônicos também devem apresentar a prescrição médica especificando o motivo da indicação da vacina ou receita de medicamentos que comprovem a doença.

    spot_img