26.2 C
Contagem
sexta-feira, maio 24, 2024
HomeCadernosSaúdeArticulação de Contagem libera recursos para saúde

Articulação de Contagem libera recursos para saúde

Date:

Matérias Relacionadas

Edição 1232 24 de Maio de 2024

Edição Online da Edição 1232 do Jornal de Contagem Pop Notícias

Obras na Avenida Maracanã

Uma obra estruturante As milhares de pessoas que passam todos...

Mais acessibilidade e inclusãox’

Facilidade de locomoção A Prefeitura investe para garantir a inclusão...

Aymoré e Arcor presenteiam a cidade

Comemorações O ano de 2024 é marcado por duas importantes...

Oncoclínicas inaugura unidade em Contagem

Considerado um dos maiores grupos de oncologia da América...
Ir para Criarteweb

Uma articulação da Prefeitura de Contagem junto à Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) pode liberar pelo menos R$ 124 milhões em verbas do Estado para a saúde do muni-cípio. Nesta terça-feira (26/4), começou a tramitar no Legislativo mineiro o Projeto de Lei Complementar (PLC) 18/2023, que propõe destravar valores não apenas para Contagem, mas também para outros municípios mineiros.
A discussão foi levantada pela prefeita Marília Campos, em recente conversa com o deputado estadual João Vítor Xavier, que levou a demanda ao presidente da Casa, deputado estadual Tadeu Martins Leite. Segundo o PLC, ficariam destravados os recursos do Fundo Estadual da Saúde, disponíveis até 31/12/2022, para os municípios. Se o projeto for aprovado na Assem-bleia, Contagem e mais 17 cidades – incluindo polos como Belo Horizonte, Juiz de Fora, Mon-tes Claros e Ipatinga – terão mais de R$ 1,1 bilhão em suas contas para investir em saúde, de acordo com dados do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCE-MG).
Na prática, o PLC permite que um dinheiro rubricado pelo Estado para gastar em determinada área da Saúde seja remanejado para outra área, se essa for a necessidade do município.
“É uma medida importante porque esse dinheiro é relativo a anos anteriores, ou seja, é uma verba atrasada. Muitas vezes, para não deixarem de prestar o serviço ao cidadão, as prefeitu-ras gastaram recursos próprios. Quando o dinheiro do Estado chegou, ele veio carimbado. Ou seja, a gente seria obrigado a gastar com algo que já foi resolvido. Descarimbar o dinheiro resolve esse problema e permite que as prefeituras invistam na Saúde, no que precisam na-quele momento”, afirma a prefeita Marília Campos.
O PLC está tramitando nas comissões de Constituição e Justiça, Fiscalização Financeira e Orçamentária e da Saúde da Assembleia e foi assinado por 39 deputados e deputadas esta-duais, incluindo João Vítor Xavier, que levou a demanda da Prefeitura de Contagem ao Legislativo.

Últimas Matérias

spot_img
Iniciar Conversa
Precisa de Ajuda?
JORNAL DE CONTAGEM
Olá
Podemos Ajudar