18.1 C
Contagem
quarta-feira, maio 29, 2024
HomeCadernosPolítica300 anos de Minas

300 anos de Minas

Date:

Matérias Relacionadas

Edição 1232 24 de Maio de 2024

Edição Online da Edição 1232 do Jornal de Contagem Pop Notícias

Obras na Avenida Maracanã

Uma obra estruturante As milhares de pessoas que passam todos...

Mais acessibilidade e inclusãox’

Facilidade de locomoção A Prefeitura investe para garantir a inclusão...

Aymoré e Arcor presenteiam a cidade

Comemorações O ano de 2024 é marcado por duas importantes...

Oncoclínicas inaugura unidade em Contagem

Considerado um dos maiores grupos de oncologia da América...
Ir para Criarteweb

Promover o resgate histórico do Estado, prestigiar o interesse público, compreender a realidade e fazer sua transformação. Essas premissas vão nortear as celebrações dos 300 anos de Minas Gerais, com uma série de eventos e ações promovidas por instituições públicas mineiras.
A programação foi lançada nesta terça-feira (10/3/20), em solenidade no Salão Nobre da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), da qual participaram dirigentes das entidades parceiras, deputados e outras lideranças.
Palestras, publicações, ações itinerantes, exposições e atividades culturais, entre outros eventos, buscam não apenas celebrar o passado, mas também refletir sobre o presente e projetar o futuro, para transformar Minas Gerais por meio de um processo inclusivo, solidário, sustentável e democrático.
O presidente da Assembleia, deputado Agostinho Patrus (PV), destacou a importância do trabalho conjunto com o Tribunal de Justiça de Minas (TJMG), o Ministério Público Estadual (MP), a Defensoria Pública do Estado (DP), o Tribunal de Contas do Estado (TCE) e a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), responsável pela curadoria das atividades.
O papel de Minas Gerais na construção do País também foi destacado por Agostinho Patrus, sobretudo pelas características de conciliação, moderação e equilíbrio das lideranças do Estado, bem como por sua vocação para a liberdade.
Ele citou riquezas econômicas de Minas que, ao longo da história, não se reverteram em benefício do próprio Estado e reiterou as críticas à falta de compensação das perdas com impostos decorrentes da Lei Kandir. “Minas foi fundamental para a independência do Brasil, mas não conseguiu sua independência financeira”, afirmou.
Selo – Durante a solenidade também foram lançados o selo postal, o carimbo comemorativo e a identidade visual dos 300 anos de Minas Gerais. Também foi exibido um vídeo comemorativo que destaca a diversidade do Estado, seus artistas das mais diversas vertentes e a convivência harmoniosa entre o erudito e o popular, o queijo e a inovação, o barroco e o moderno.

Últimas Matérias

spot_img
Iniciar Conversa
Precisa de Ajuda?
JORNAL DE CONTAGEM
Olá
Podemos Ajudar