24.9 C
Contagem
quinta-feira, maio 30, 2024
HomeCadernosEconomiaCrescimento do Pix movimenta a economia

Crescimento do Pix movimenta a economia

Date:

Matérias Relacionadas

3ª edição do Arraiá de Contagem

Tradição Pula a fogueira que a festa vai começar! Entre...

Licenciamento ambiental

Conquista preservada Nos últimos três anos, a Prefeitura de Contagem...

Contagem firma parceria com Unifenas

Vagas de estágio O Serviço Social Autônomo de Contagem (SSA)...

Câmara Aberta recebe Funec em júri simulado

Um plenário transformado em tribunal e alunos em promotores,...

Deputado Miguel Ângelo assumiu a vice-liderança do PT na Câmara Federal

O deputado federal Miguel Ângelo (PT/MG), assumiu a importante...
Ir para Criarteweb

Desde a data do seu lançamento, em outubro de 2020, o Pix se tornou a principal modalidade de transferências utilizada pelos brasileiros. De acordo com um estudo da ACI Worldwide em parceria com a GlobalData – ‘Prime Time for Real-Time Report’ – divulgado pelo Banco Central – o País foi o segundo que mais utilizou pagamentos instantâneos, com 29,2 bilhões de transações em 2022.
O crescimento de transações via Pix também já é expressivo nos comércios e grandes empresas. De acordo com o levantamento da plataforma de renegociação de dívidas Serasa Limpa Nome, desde que a modalidade de pagamento instantânea foi integrada ao ecossistema da empresa, em março de 2022, o volume de acordos negociados pelo Pix já soma mais de 4.6 milhões, o que representa 22% do total de pagamentos.
“O crescimento expressivo não apenas confirma a preferência dos brasileiros pelo Pix como mostra a urgência pelo acesso ao crédito no país. Ao fazer o pagamento dos acordos por Pix, os consumidores têm a baixa da negativação instantânea e, com as dívidas quitadas, é possível solicitar o ‘Extrato Serasa’, que comprova que não têm mais débitos pendentes no cadastro da empresa”, explica Aline Maciel, gerente da plataforma Serasa Limpa Nome.
Porém, como nem tudo são flores, o que era para trazer somente benefícios, veio acompanhado de problemas e riscos, facilitando assim a vida de criminosos, que criaram novas formas de aplicarem golpes nas pessoas: de janeiro a junho de 2022, houve 844.821 mil tentativas de golpes envolvendo o Pix, segundo um levantamento da PSafe, empresa de cibersegurança.
“Existem alguns cuidados que são imprescindíveis, como utilizar chaves aleatórias na hora de realizar uma transferência via Pix para desconhecidos. Afinal, informações pessoais, a exemplo do CPF e número do celular são essenciais para os golpistas”, alerta Alberto André, CEO do Plusdin, fintech que ajuda brasileiros a tomarem as melhores decisões financeiras para suas vidas.

Últimas Matérias

spot_img
Iniciar Conversa
Precisa de Ajuda?
JORNAL DE CONTAGEM
Olá
Podemos Ajudar