20.9 C
Contagem
segunda-feira, maio 27, 2024
HomeCadernosEconomiaGoverno de Minas lança aplicativo de pesquisa de menor preço de combustíveis

Governo de Minas lança aplicativo de pesquisa de menor preço de combustíveis

Date:

Matérias Relacionadas

Edição 1232 24 de Maio de 2024

Edição Online da Edição 1232 do Jornal de Contagem Pop Notícias

Obras na Avenida Maracanã

Uma obra estruturante As milhares de pessoas que passam todos...

Mais acessibilidade e inclusãox’

Facilidade de locomoção A Prefeitura investe para garantir a inclusão...

Aymoré e Arcor presenteiam a cidade

Comemorações O ano de 2024 é marcado por duas importantes...

Oncoclínicas inaugura unidade em Contagem

Considerado um dos maiores grupos de oncologia da América...
Ir para Criarteweb

Na palma da mão

Para abastecer o tanque do veículo pagando o menor preço de combustível, os motoristas mineiros não precisarão mais sair rodando por aí. Um aplicativo de celular lançado nesta quarta-feira (25/5) pelo Governo de Minas mapeia, no raio de distância definido pelo usuário, os valores de gasolina, etanol e diesel praticados pelos postos revendedores, em todo o estado.
A funcionalidade “Pesquisa Menor Preço” está presente no aplicativo “Educação Fiscal MG”, desenvolvido pela Secretaria de Estado de Fazenda (SEF), que já pode ser baixado, gratuitamente, nas lojas de app, disponível para os sistemas Android e iOS. Para utilizar a ferramenta, basta preencher um cadastro básico.
“Com tanto avanço nessa área digital, temos que utilizar a tecnologia a nosso favor. Essa ferramenta vai auxiliar muito os motoristas mineiros. Com os reajustes constantes dos preços dos combustíveis, é fundamental pesquisar para economizar. Cada centavo conta. Ao acessar esse aplicativo os motoristas não vão precisar mais rodar para encontrar o menor preço do combustível. Essa informação estará na palma da mão”, destaca o governador Romeu Zema.
Aprimoramentos – De acordo com o secretário de Fazenda, como o aplicativo estará em constante aprimoramento, a expectativa é de que, num futuro próximo, sejam agregados à “Pesquisa Menor Preço” outros produtos, como medicamentos e insumos da cesta básica, por exemplo, além de outras funcionalidades.
“A pesquisa de preços sempre foi e continuará a ser uma estratégia eficiente na valorização do poder de compra do cidadão/consumidor. Com a ampla base de dados da Secretaria de Fazenda, nós pretendemos incluir ainda muitos outros produtos nessa ferramenta desenvolvida em parceria pelas equipes da Educação Fiscal e da Superintendência de Tecnologia da Informação da Secretaria de Fazenda”, conclui Gustavo Barbosa.

Últimas Matérias

spot_img
Artigo Anterior
Próximo Artigo
Iniciar Conversa
Precisa de Ajuda?
JORNAL DE CONTAGEM
Olá
Podemos Ajudar