24.4 C
Contagem
quinta-feira, junho 13, 2024
HomeCadernosCulturaExposições Tudoaver

Exposições Tudoaver

Date:

Matérias Relacionadas

Anny Kalessa para o Gata Dmais – Por João Paulo Dias

Meu nome é Anny Kalessa (@annykalessa), tenho 22 anos,...

Edição 1233 14 de Junho de 2024

Edição Online da Edição 1232 do Jornal de Contagem Pop Notícias

Marcha para Jesus acontece neste sábado

Para fortalecer os laços de união, amor e de...

Não caia no golpe da falsa cobrança

Alerta importante A Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria...

Mais duas trincheiras na br 381

Mais mobilidade Contagem recebeu mais uma importante notícia que vai...
Ir para Criarteweb

O projeto Tudoaver realiza exposições de arte mensalmente em Contagem. Se constitui como uma ação contínua promovida pela Secretaria de Cultura, Esporte e Juventude / Prefeitura de Contagem com apoio do Big Shopping. As mostras geralmente são realizadas em galerias convencionais e outros espaços de grande circulação de pessoas na cidade. Neste mês de agosto, em que comemoramos o aniversário de nossa cidade, será realizada uma exposição alusiva à São Gonçalo, pinturas objeto/instalação de Marcelo AB – na Galeria do Centro Cultural. No Mercado Central de Contagem haverá, por sua vez, a mostra de pinturas insólitas de V. Lúcius.

Mostra Itinerante São Gonçalo

A série de pinturas objetos São Gonçalo, de Marcelo AB, reúne 41 trabalhos em que o artista faz uma pesquisa sobre as várias versões do santo português. Marcelo vem se dedicando há alguns anos ao seu projeto “Sítio Arqueológico”, onde faz uma pesquisa sobre a arte bizana e demais períodos artísticos. Neste contexto, e motivado por sua memória afetiva, espírito investigador e observação apurada, Marcelo está desenvolvendo uma série de pinturas tendo como suporte as caixas da tradicional Fábrica de doces “São Gonçalo”, embalagem em madeira com inscrições monocromáticas na cor vermelha e com destaque para a imagem do santo ao centro. Este design rústico e que se mantém desde o início da produção comercial da marca veio de encontro ao pensamento estético do artista, que valoriza a simplicidade sem abrir mão da sofisticação na sua apurada técnica da pintura e em todas as vertentes de sua produção artistica. Marcelo conta que “além da memória afetiva e do nome de referência à cidade de São Gonçalo, sua interferência sobre as caixas garimpadas no Mercado Central de BH através da pintura de imagens de épocas distintas dá novo significado ao conjunto da obra. Nesta pesquisa, descobriu as diversas representações imagéticas e suas variações de estilo ao longo do tempo, chegando agora, depois de passar
por muitos lugares e fontes, ao nosso São Gonçalo, santo intrinsecamente ligado a história de Contagem. Em seu minucioso trabalho, apropria-se de imagens coletadas e delicadamente pintadas de forma hiper-realista, em acrílica, sobre a tampa de madeira da embalagem, sobrepostas à imagem original do santo, ali estampada. Por fim fala que seu projeto mostra a transformação de um material descartável, reelaborado esteticamente para se tornar as obras denominadas pintura objeto / instalação.

Entre o real e o imaginário

Exposição Espontaneidade, de V. Lucius – Vander Lúcio Maciel reúne pinturas à óleo sobre Eucatex de pequenos formatos. A atmosfera insólita desta série encontra fundamento no Surrealismo, movimento surgido na França nas primeiras décadas do Século XX, ancorado nas teorias de André Breton e Freud. Nestas teorias estavam expressos as ideias principais do movimento: o resgate das emoções, a ausência da lógica, a exaltação da liberdade de criação, do impulso humano, a adoção de uma realidade superior, entre outros. A ação do subconsciente deveria ser entendida como libertadora e determinante no comportamento da pessoas e fundamental no processo criativo. Passado um século do movimento surrealista, os conceitos da ação subconsciente continuam influenciando muitos artistas e não é raro ver produções de arte que bebem na fonte de artistas como Salvador Dalí, René Magrite entre outros expoentes. Os trabalhos de Vander apresentam uma atmosfera insólita e onírica, em composições tecnicamente elaboradas, um universo introspectivo e repleto de possibilidades de interpretação, a natureza vista no filtro psicológico e afetivo do artista. Segundo Vander, Espontaneidade surgiu logo após o inicio de produção das obras que apresenta:

percebendo que os traços, pontos, borrões e outras formas de iniciar eram aleatórios e despretensiosos, naturalmente fui fundindo o real e o imaginário, onde ideias e sentimentos introspectivos determinam adireção do processo criativo.

 

Serviço
Espontaneidade – Pinturas de V. Lúcius
Local: Mercado Central de Contagem / 06 agosto a 30 de setembro
R. Humberto de Môro, 391 – Inconfidentes
Visitação: segunda a sábado, das 7 às 19h; domingos, das 7 às 13h

Últimas Matérias

spot_img
Iniciar Conversa
Precisa de Ajuda?
JORNAL DE CONTAGEM
Olá
Podemos Ajudar