15 C
Contagem
sexta-feira, junho 14, 2024
HomeCadernosCulturaTudoaver apresenta programação

Tudoaver apresenta programação

Date:

Matérias Relacionadas

Anny Kalessa para o Gata Dmais – Por João Paulo Dias

Meu nome é Anny Kalessa (@annykalessa), tenho 22 anos,...

Edição 1233 14 de Junho de 2024

Edição Online da Edição 1232 do Jornal de Contagem Pop Notícias

Marcha para Jesus acontece neste sábado

Para fortalecer os laços de união, amor e de...

Não caia no golpe da falsa cobrança

Alerta importante A Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria...

Mais duas trincheiras na br 381

Mais mobilidade Contagem recebeu mais uma importante notícia que vai...
Ir para Criarteweb

A exposição “Mundo místico” – mundo de madeira e objetos criados por Sebastião Campos, promovida pelo projeto Tudoaver, fica na Galeria do Centro Cultural de Contagem até o dia 31 de maio, e pode ser visitada de segunda a sexta-feira, das 9 às 17h. Em maio, as exposições vão retratar as diversas fases das mães.

Sebastião Campos, 77 anos, começou, há cerca de 20 anos, a fazer bijuterias refinadas em suas horas de folga, confeccionando especialmente terços e rosários de miçangas, por gosto e para incrementar a renda familiar. Após sua aposentadoria, com mais tempo e disposição, iniciou a produção de bonecos/esculturas de madeira há cerca de dois anos, influenciado pelo filho Jônatas Milagres Campos – artista, ilustrador e designer.

Sua simplicidade, irreverência e “ingenuidade”, estão presentes em todas as peças que, individualmente ou em grupos, contam um pouco da história do mundo em ricas e detalhadas crônicas visuais. Como costuma ser característica das produções da arte popular, que a crítica especializada classifica como “Naif”, os bonecos primitivos de Sebastião, são muito coloridos, festivos e alegres.

Da sua infância no interior, vem o gosto pelas festas, costumes e tradições populares, no modo de vida simples das comunidades rurais. Muitas peças ilustram festas, folias, rodeios, igrejas, oratórios, cortejos religiosos, animais e figuras de sua memória e fértil imaginação.
Destaca-se também a caracterização de personagens ficcionais ou personalidades de suas relações cotidianas e a representação das culturas dos povos nativos andinos, da América do Sul, assim como dos índios brasileiros, que o artista gosta de acompanhar nos documentários de TV.

Neste curto período de 2 anos já produziu mais de 1000 esculturas e segue apurando sua habilidade no trato dos materiais e ferramentas de trabalho.

Últimas Matérias

spot_img
Iniciar Conversa
Precisa de Ajuda?
JORNAL DE CONTAGEM
Olá
Podemos Ajudar