18.1 C
Contagem
segunda-feira, junho 24, 2024
HomeCadernosEconomiaPesquisa avalia prioridades para 2018

Pesquisa avalia prioridades para 2018

Date:

Matérias Relacionadas

Rayza Almeida para o Gata Dmais – Por João Paulo Dias

Meu nome é Rayza Almeida(almeira_rayzaaxz), tenho 20 anos, estou...

Edição 1234 21 de Junho de 2024

Edição Online da Edição 1234 do Jornal de Contagem Pop Notícias

Obras de mobilidade na BR-381

Desenvolvimento Contagem não para. Após articular, em Brasília, uma reunião...

Restauração do Centro Cultural

Cuidado com o patrimônio Na última semana a Prefeitura deu...

Procon Câmara bate recordes em atendimentos

Referência em defesa do consumidor desde sua inauguração, em...
Ir para Criarteweb

A percepção dos brasileiros sobre os principais problemas e as prioridades na ação do governo federal mudou após as crises econômica e ética. Na avaliação da população, o desemprego, a corrupção e a saúde foram os principais problemas enfrentados em 2017. Para este ano, as prioridades são a melhoria dos serviços de saúde, o aumento do salário mínimo e o controle da inflação, informa a pesquisa Retratos da Sociedade

Brasileira – Problemas e Prioridades, divulgada nesta terça-feira, 6 de fevereiro, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).
Segundo o gerente-executivo de Pesquisas e Competitividade da CNI, Renato da Fonseca, os reflexos da crise econômica se fazem sentir nas respostas da população.

O desemprego aparece como maior problema pelo segundo ano
consecutivo, e as medidas de recuperação do poder de compra ganham
espaço entre as principais prioridades para 2018, afirma.

O desemprego, com 56% das citações, ficou em 1º lugar na lista de principais problemas. Em 2º lugar, com 55% das assinalações, apareceu a corrupção e, em 3º, com 47% das menções, a saúde. Em 4º lugar, com 38% das respostas, a população apontou a segurança pública.

Corrupção – Em 2016, a corrupção ocupava o terceiro lugar da lista de principais problemas, com 40% das citações. Em 2017, recebeu 55% das menções e passou para o 2º lugar, passando à frente da saúde e se aproximando do 1º lugar em citações. “O segundo problema com maior ganho de citações foi o custo de vida, fator que passou de 7% de citações para 13% em 2017”, observa a CNI. Com isso, o custo de vida passou do 10º lugar em 2016 para o 5º lugar em 2017.

Prioridades – A preocupação com o custo de vida e a perda do poder de compra também mudou as prioridades apontadas pela população para 2018. A melhoria dos serviços de saúde, com 37% das respostas, permanece em 1º lugar desde 2014. O aumento do salário mínimo, com 33% das citações, subiu do 4º lugar em 2017 para o 2º em 2018. Em 3º lugar, com 32%, aparece o controle da inflação. Em 4º aparecem, empatadas, a geração de empregos e a redução dos impostos, ambas com 30% das respostas.

Últimas Matérias

spot_img
Iniciar Conversa
Precisa de Ajuda?
JORNAL DE CONTAGEM
Olá
Podemos Ajudar