20.9 C
Contagem
segunda-feira, maio 27, 2024
HomeCadernosEconomiaComércio pouco otimista

Comércio pouco otimista

Date:

Matérias Relacionadas

Edição 1232 24 de Maio de 2024

Edição Online da Edição 1232 do Jornal de Contagem Pop Notícias

Obras na Avenida Maracanã

Uma obra estruturante As milhares de pessoas que passam todos...

Mais acessibilidade e inclusãox’

Facilidade de locomoção A Prefeitura investe para garantir a inclusão...

Aymoré e Arcor presenteiam a cidade

Comemorações O ano de 2024 é marcado por duas importantes...

Oncoclínicas inaugura unidade em Contagem

Considerado um dos maiores grupos de oncologia da América...
Ir para Criarteweb

Com a economia dando alguns sinais de melhora, o comércio contagense espera uma pequena melhoria nas vendas para o Dia das Mães, segunda data mais esperada pelo varejo, superada apenas pelo Natal. A expectativa da CDL-Contagem é que o volume de vendas para a data registre uma alta de 1,5% em relação ao ano anterior. Em 2016, o percentual registrou queda de 1,97%.
O presidente da Entidade, Frank Sinatra Santos Chaves, destaca que, embora a crise pese no orçamento, no Dia das Mães as pessoas sempre procuram uma forma de presentear. “Apesar da queda do poder de compra dos brasileiros, tendo em vista a escalada do desemprego, as pessoas não deixarão de comprar. Além do forte apelo emocional que o dia representa, acreditamos que os recursos dos saques do FGTS e a chegada do frio, vão contribuir para aquecer as vendas, embora a estimativa de crescimento seja baixa”, afirma.

“Sabemos que a data não vai salvar o comércio, pois as perspectivas não são boas devido ao cenário político-econômico, mas, como sempre, os lojistas contagenses farão sua parte com atendimento personalizado, promoções, campanhas, deco- ração especial, criatividade e condições facilitadas”, acrescenta. A boa notícia é que, neste ano, comércio e varejo terão a quinzena quase que completa – até 14 de maio – para explorar ao máximo suas campanhas.

Entre os artigos com maior interesse de compra estão: vestuário, calçados, acessórios, cosméticos, perfumes, jóias, bijuterias, flores, eletrodomésticos, eletroeletrônicos, bombons, cestas de café da manhã e livros. Segundo a entidade, o ticket médio de compras deve girar em torno de R$100,00.

Últimas Matérias

spot_img
Artigo Anterior
Próximo Artigo
Iniciar Conversa
Precisa de Ajuda?
JORNAL DE CONTAGEM
Olá
Podemos Ajudar