Matrícula escolar

0
2
Os pais devem envolver os filhos na escolha da escola onde irão estudar no próximo ano (Reprodução/Internet)

Escolher a escola em que o filho irá estudar no próximo ano é uma das preocupações de muitos pais neste final de ano. Afinal, é nesse ambiente que ele passará boa parte do tempo para aprender, descobrir coisas novas, fazer amigos e adquirir experiências que irão nortear sua vida.
Segundo Ana Regina Caminha Braga, psicopedagoga, Mestre em Educação Infantil e Especialista em Gestão Escolar, o primeiro passo para essa decisão está no aspecto familiar. Os pais precisam levar em consideração o que a família espera daquela instituição e os elementos que consideram fundamentais para a formação do filho.

Cada família tem suas prioridades e o seu estilo de vida. É indicado que elas listem esses tópicos para visualizar com maior facilidade o que deseja para o futuro da criança. Não existe uma “fórmula mágica” para essa escolha, o importante é que os pais visitem os ambientes, conheçam a estrutura e a equipe pedagógica até decidir a que melhor atende seu perfil e a lista feita anteriormente, explica.

Segundo a especialista, uma análise significativa para diminuir as chances de erros na escolha é levando a criança junto para ver como ela reage e se ela se ambienta ao lugar. E ela sugere, ainda, que os pais analisem não só a metodologia de ensino da instituição, mas também os projetos extraclasses, pois uma boa escola não se preocupa apenas com o conteúdo sistemático, mas com o desenvolvimento do aluno como um todo.
Após a escolha, é importante que os pais continuem acompanhando de perto a evolução da criança naquele ambiente, perguntando como tem ido à escola, se ela tem gostado das atividades, dos colegas, evitando que a criança passe por determinadas situações.

Isso faz com que os pais e responsáveis tenham uma base de como aquela criança está se adaptando ao novo ambiente escolar, completa Ana Regina.

SEM COMENTÁRIOS