Defesa do diálogo e soberania marca homenagem

0
4
Lafayette de Andrada (1°- vice-presidente da ALMG - PSD/MG), Rogério Correia (1°- secretário da ALMG - PT/MG), Adalclever Lopes (presidente da ALMG - PMDB/MG), Sávio Souza Cruz (secretário de Estado da Saúde), Josué Alencar (filho do ex-vice-presidente José Alencar Gomes da Silva), Roberto Requião (senador PMDB-PR) (Foto: Willian Dias)

Os discursos que marcaram a inauguração do Auditório José Alencar Gomes da Silva, na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), na segunda-feira (28) tiveram como ponto comum o diálogo entre movimento social e a iniciativa privada, para evitar e reverter os excessos de um programa de privatizações e de redução de direitos sociais que ameaça a soberania social.

Após a inauguração, aconteceu o lançamento, em Minas Gerais, da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Soberania Nacional. Entidade civil e suprapartidária, a frente foi lançada em Brasília, em junho deste ano, e inclui hoje 201 deputados federais e 18 senadores.

Entre os objetivos da frente estão a defesa do trabalhador, dos empresários bra- sileiros e do desenvolvimento do País, contrapondo-se a medidas como o desmonte da Petrobras e a venda do pré-sal; a privatização do setor elétrico; a alienação de terras para estrangeiros; e as reformas trabalhista e da previdenciária.

A cerimônia reuniu o presidente da ALMG, deputado Adalclever Lopes (PMDB); o filho do ex-vice-presidente da República José Alencar, Josué Gomes da Silva; o secretário de Estado de Saúde, Sávio Souza Cruz, que representou o governador Fernando Pimentel; parlamentares estaduais e federais; secretários de Estado; prefeitos; e presidentes de câmaras municipais, entre outras autoridades.

SEM COMENTÁRIOS