Contagenses criam vínculo cultural com Berlim

0
3

A artista plástica Marta Von Zeidler, brasileira erradicada na Alemanha, visitou Contagem recentemente com o objetivo de criar vínculo cultural e ser o elo de exposições de trabalhos de artistas brasileiros em Berlim, por meio da Fundação Cultural Berlim/Brasil. Ela foi recebida por artistas plásticos mineiros, entre eles o artista Fernando Perdigão, representante da prefeitura de Contagem e Fundação Cultural do Município (Fundac).
O encontro com a artista e seu produtor cultural e marchand, o artista plástico Deca Torres, começou com um bate-papo sobre o objetivo da criação da Fundação Cultural. Presentes os artistas Rico Maciel, de Belo Horizonte, e os contagenses Maizena, Rodrigo Eloi e Elias Ávila. Eles foram recebidos pelo assessor Especial da prefeitura, Jorge André Souza Periquito.

Nas galerias em Berlim há uma grande efervescência cultural com várias galerias acolhendo artistas do mundo inteiro e oportunizando o intercâmbio para a participação de eventos e de exposições mundiais, disse Marta Zeidler ao afirmar que a ideia de ser o elo entre artistas brasileiros em Berlim surgiu com a sua própria experiência.

Durante o encontro em Contagem, a artista afirmou que mesmo com todas estas oportunidades, não é fácil o acesso a essas galerias. “Diante das barreiras, resolvi criar em Berlim a minha própria galeria para facilitar a divulgação e mostrar os trabalhos de artistas brasileiros e da América-Latina, países de uma enorme e rica diversidade cultural temática presente nos trabalhos de grandes artistas”. Marta viu na criação da Fundação Cultural Brasil – Berlim, a facilitadora do envio das obras dos artistas à Alemanha.
Vínculo cultural – A Von ZeidlerArtGallery, galeria de Marta em Berlim, expôs este ano obras de artistas brasileiros como o mineiro Fernando Pacheco, o paisagista e escultor Erickson Britto e a artista plástica Marília Bulhões, além de peças da própria Marta Zeidler e outras exposições em 2016.
Para o produtor Deca Torres, este primeiro encontro com representantes do poder público e artistas de Contagem representa uma abertura de possibilidades.

Minas Gerais e Contagem já tem um vínculo de intercâmbio comercial com a Alemanha, com empresas no ramo da siderurgia. Estamos dando um primeiro passo para a criação de vínculo também cultural com Berlim, salientou.

Se o nosso trabalho vai dividir e comungar um mesmo espaço com artistas de outros países, a experiência será válida não só para nós, mas irá valorizar e abrir frentes para a arte brasileira e para a cidade de Contagem, avaliou o artista Rodrigo Eloi.

SEM COMENTÁRIOS