14ª Megaleite acontece em BH até 1º de julho

0
7
O governador assinou despacho estabelecendo como prioridade o Programa Certifica Minas Leite (Veronica Manevy/Imprensa MG)

Durante a solenidade de abertura da 14º Megaleite, na quarta-feira (28/6), no Parque da Gameleira, em Belo Horizonte, o governador Fernando Pimentel assinou despacho estabelecendo como prioridade o Programa Certifica Minas Leite, que consiste na garantia dada pelo Estado de que as propriedades cumpram todas as normas de boas práticas agropecuárias, obtendo uma matéria-prima de alta qualidade para a fabricação dos produtos. A maior feira da pecuária leiteira do Brasil termina no dia 1º de julho.
Segundo Pimentel, a iniciativa dará aos produtores de leite e queijo do estado um horizonte ainda maior para a comercialização.

A cadeia leiteira é extremamente importante pelo o que ela produz, mas também pelo o que ela emprega. Temos que ter orgulho de ser o estado que mais produz leite no país. Assinamos o Programa Certifica Minas Leite, que agora vamos lançar e implementar. O governo do Estado está de fato empenhado em ajudar o setor produtivo, afirmou.

Setor leiteiro – Minas Gerais lidera a produção nacional de leite com 8,9 bilhões de litros por ano (2016) e possui o segundo maior rebanho de bovinos, com cerca de 23,6 milhões de animais. Com R$ 48,9 bilhões, a pecuária de leite e corte é responsável por 23,3% do Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio mineiro, estimado em R$ 210,1 bilhões para este ano. As exportações de produtos lácteos mineiros atingiram, no ano passado, US$ 60,5 milhões.
O secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Pedro Leitão, ressaltou os significativos números do setor no estado.

Minas Gerais tem também o segundo maior rebanho do país e contribui para o melhoramento genético, que permite ampliar a renda do trabalhador, até porque 75% das propriedades são de base da agricultura familiar, disse.

O presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Girolando, Luiz Carlos Rodrigues, agradeceu a parceria com o governo de Minas Gerais e a Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig), empresa ligada ao Estado e responsável pelas obras de revitalização do parque. “Nunca antes na história tivemos tanto apoio para fazer a Megaleite e para a raça de Girolandos”, disse.

SEM COMENTÁRIOS