Movimento “Maio Amarelo”

0
26

A Câmara Municipal de Contagem vai participar e difundir a campanha internacional Movimento Maio Amarelo – Atenção pela vida, que tem por objetivo chamar a atenção para os altos índices de mortes e feridos no trânsito através de uma ação coordenada entre o poder público e a sociedade civil.
O tema central escolhido para 2017 é “Minha Escolha Faz a Diferença”. Com isso, o Movimento conduz a uma reflexão sobre as possibilidades de escolhas no dia a dia que podem acarretar graves consequências no trânsito, como usar o celular ao volante, beber e dirigir, não usar o cinto. Todas essas ações são passíveis de escolhas e, consequentemente, de prevenção de graves ocorrências.
Durante a 13ª reunião ordinária de adesão ao movimento mundial, o vereador Arnaldo de Oliveira (PTB) falou sobre a origem, objetivo e importância do “Maio Amarelo”. “Contagem tem em seu território rodovias federais, um anel rodoviário e mais de 200 mil veículos emplacados, fora os milhares que transitam diariamente. Iniciamos, hoje, uma caminhada para conclamar a todos para uma sociedade humanizada e segura, harmonizando motoristas e pedestres em favor da vida”, disse.
Na oportunidade, o vereador justificou um requerimento de sua autoria, que solicita à Transcon a extensão do tempo para a travessia dos sinais de pedestre da cidade e chama a atenção para a necessidade de garantir rebaixamento do meio-fio nos locais de travessia, contemplando as pessoas com deficiência e mobilidade reduzida.
O requerimento do parlamentar é respaldado por um estudo realizado pela Universidade de São Paulo que mostra que 97% dos idosos não conseguem completar a travessia de ruas e avenidas no tempo programado do semáforo de pedestres.
Segundo Arnaldo, a pesquisa, feita com mais de mil idosos, mostrou que, em média, os temporizadores exigem que as pessoas atravessem as ruas em uma velocidade de 4,3 km/h, “mas a média de velocidade alcançada pelas pessoas com mais de 60 anos é de cerca de 2,7 km/h”, como explicou o vereador.

A cor da atenção pela vida

A cor amarela foi escolhida em alusão à sinalização de advertência, utilizada nos semáforos. Por isso ficou conhecida como a cor da atenção pela vida. Assim como os movimentos de conscientização de combate ao câncer de mama, de próstata e contra o vírus HIV, o Maio Amarelo também é simbolizado pelo laço, nesse caso, amarelo.
O mês de maio foi escolhido em comemoração ao Dia Mundial da Segurança Viária e do Pedestre, com a realização da Semana Mundial de Segurança do Pedestre, lançada em 2013. A semana também é conhecida como Campanha Zenani Mandela, em memória da neta de Nelson Mandela, vítima de acidente de trânsito na África do Sul em 2010, com apenas 13 anos.
Outra referência mundial ao mês é a realização do balanço das ações concretizadas desde que a Organização Mundial das Nações Unidas (ONU) decretou a Década de Ação para Segurança no Trânsito. Os países membros uniram esforços na redução de 50% no número de feridos e mortos no trânsito durante os próximos dez anos (2011 até 2020).
Para ser apoiador do movimento, basta acessar o site do “Maio Amarelo” – maioamarelo.com, preencher um documento, chamado de “carta-compromisso” e enca- minhar para o email euapoio@maioamarelo.com. Há informações também no próprio site do Observatório Nacional de Segurança Viária.

SEM COMENTÁRIOS