Dia de reflexão

0
6

No Brasil, o Dia das mães é comemorado sempre no segundo domingo de maio (de acordo com decreto assinado em 1932 pelo presidente Getúlio Vargas). Em 2017 o dia direcionado para a celebração acontece neste domingo, 14 de maio. Vale aqui observar que as mães merecem todas as homenagens possíveis, mas que seria muito bom se entendêssemos que antes de ser uma data comercial, deve ser uma data para reflexão.

As mães muitas vezes colocam a sua felicidade e seus desejos subordinados a felicidade e desejos dos seus filhos. Muitas são mães solteiras, pobres e adolescentes que entram para um mundo de exigências e responsabilidades para as quais não estão preparadas. Mas a maioria das mães é igual no esforço para que tudo dê certo em todos os aspectos da vida do filho. Infelizmente, as desigualdades sociais não permitem que todas dêem tudo o que eles precisam para atender suas necessidades materiais.

Este é um bom momento também para refletirmos sobre como realmente tratamos esta mulher. A maioria dos lares não pode abrir mão do salário da mulher trabalhadora. Com isso, ela passa a ter dupla jornada, pois precisa trabalhar fora de casa e dar conta de todos os afazeres domésticos, incluindo os filhos. Tem ainda aquelas que estudam e aí cumprem uma jornada tripla.

E quando o assunto é trabalho, é importante observar que a mulher não recebe o mesmo valor que um homem para realizar o mesmo trabalho. A disparidade salarial entre gêneros é ainda uma barreira ao progresso das mulheres no mercado de trabalho.
Neste contexto, é importante observar também que o número de mulheres que chefiam seus lares (sozinhas ou acompanhadas) só vem crescendo no Brasil. Segundo informações da pesquisa Retrato das Desigualdades de Gênero e Raça, divulgada em março pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), o número de lares brasileiros chefiados por mulheres saltou de 23% para 40% entre 1995 e 2015.

É por tudo isto e muito mais que precisamos comemorar e reverenciar as mães, mulheres batalhadoras que conciliam cada vez mais família, trabalho e desafios do dia a dia.
São várias as oportunidades para homenagear, cuidar e dar-lhes a mesma atenção dada no Dia das Mães. Um “obrigado por tudo mãe” vale mais que qualquer presente que se pode comprar numa loja. O que elas mais querem é o reconhecimento e o carinho dos filhos.

SEM COMENTÁRIOS