Radares polêmicos

0
43

A situação dos radares, principalmente sobre quando estarão, de fato, em funcionamento foi discutida na última reunião ordinária da Câmara Municipal de Contagem, realizada na terça-feira (07/03). O assunto foi iniciado pelo vereador Alex Chiodi (SD) que, usando a tribuna, propôs que o presidente da Autarquia Municipal de Trânsito e Transporte de Contagem (Transcon), Gustavo Gomes Peixoto, fosse convidado para esclarecer aos parlamentares sobre os equipamentos.

Segundo alguns vereadores, os moradores de Contagem têm questionado a retirada e a recolocação dos equipamentos de aferição de velocidade pela cidade. Há alguns dias, os antigos radares foram sendo substituídos por outros, colocados exatamente nos mesmos lugares.

Desde que devidamente sinalizados e visíveis para os motoristas, os radares são ferramentas de grande importância para a segurança dos pedestres, de acordo com Alex Chiodi. Justificando seu argumento, ele destacou a eficácia do radar localizado na Via Expressa na altura do bairro Beija-Flor, que comprovadamente diminuiu o número de atropelamentos na região.

Lá, onde tentamos anteriormente a instalação de uma passarela, o radar foi a solução. Sem os radares, os motoristas não respeitavam o sinal vermelho. É fundamental a manutenção dos radares em alguns locais, explicou Chiodi.

Ele esteve pessoalmente na Transcon logo que os antigos radares começaram a ser retirados.
Punição – Durante a discussão, o vereador Leo Motta (PSDC) citou um requerimento de sua autoria feito ao Executivo, solicitando que fossem espalhadas pela cidade, principalmente em portas de escolas, as passagens elevadas de pedestres, ou as chamadas “lombofaixas”. Para o parlamentar, essas medidas são tão eficazes quanto os radares.
Segundo ele, a população – pessoalmente e também pelas redes sociais – tem cobrado dos vereadores explicações sobre os radares e, por isso, a visita do presidente da Transcon seria essencial para munir os parlamentares de argumentos técnicos sobre o assunto.
Esclarecimentos – O líder do Governo na Câmara, vereador Ivayr Soalheiro (PDT) anunciou que, na próxima semana, o presidente da autarquia estará disponível para prestar os devidos esclarecimentos aos vereadores, inclusive sobre quando os radares voltarão a funcionar, uma vez que, apesar de instalados, os equipamentos estão desligados.

Nota – Até o fechamento desta edição, a Transcom não confirmou se o presidente Gustavo Gomes Peixoto, estará presente na próxima reunião do Legislativo Municipal, para esclarecer aos parlamentares sobre os radares.

Transcon inicia substituição de 28 radares

A Transcon – Autarquia Municipal de Trânsito e Transportes de Contagem – está reinstalando 28 radares desligados desde 27 de janeiro por causa do encerramento do contrato com a empresa que operava os aparelhos. A substituição dos equipamentos foi iniciada em 24 de fevereiro. Porém, a Transcon esclarece que nenhum radar está funcionando.
A previsão, segundo o vice-presidente da Transcon, Cláudio Vanderly de Souza, é que os novos aparelhos comecem a funcionar no final de março, quando passarão a registrar velocidade superior à permitida na via e avanço de sinal de trânsito. Motoristas flagrados especificamente nestas duas situações estarão sujeitos à multa.
A autarquia esclarece que não estão sendo instalados mais radares, apenas substituídos os 28 inoperantes. Antes que os novos equipamentos entrem em operação, a Transcon colocará faixas nos pontos onde eles estão instalados informando os motoristas. “Estipulamos um prazo de 90 dias a partir da retirada dos antigos dispositivos, mas estaremos antecipando. Finalizando a instalação e a aferição pela Inmetro, eles passam a funcionar, o que estamos prevendo para o final de março”, afirma Cláudio Vanderly.
A Prefeitura de Contagem trabalhou rapidamente e assinou um contrato emergencial para solucionar o problema, permitindo o retorno da fiscalização por meio de aparelhos novos, mais modernos e de maior precisão.

SEM COMENTÁRIOS