Serviço recua

0
25

Em agosto, o volume do setor de serviços recuou 1,6% em relação a julho, segundo informou naúltima sexta-feira (16) o Instituto Brasileiro de Geogra- fia e Estatística (IBGE). Já na comparação com agosto do ano passado, a retração foi de 3,9%, a maior para o mês desde o início da série do indicador, em janeiro de 2012.
Com o resultado de agosto, o volume do setor acumula queda de 4,7% no ano e de 5%, nos últimos 12 meses.
De julho para agosto, foram registradas altas nos serviços de informação e comunicação (0,3%) e transportes, serviços auxiliares dos transportes e correio (0,1%).

Na contramão, entre as quedas estão as dos segmentos de serviços prestados às famílias (-1,6%); serviços profissionais, administrativos e complementares (-0,3%); outros serviços (-1,2%) e o agregado especial das atividades turísticas (-0,8%).

Pela ordem de influência os segmentos que mais contribúíram com o resultado mensal do setor todo de serviços foram: transportes, serviços auxiliares dos transportes e correio; serviços profissionais, administrativos e complementares; serviços prestados às famílias, além de serviços de informação e comunicação.

Segundo Roberto Saldanha, analista de serviços e comércio do IBGE, os serviços de informação e comunicação, que apresentaram o melhor desempenho, foram estimulados pela Olimpíada, considerando as propagandas durante as transmissões.

Receita nominal – A receita nominal teve baixa de 0,4% sobre julho. Em relação a setembro do ano anterior, subiu 2,2%. No ano, o indicador acumula alta de 0,5% e, em 12 meses, de 0,2%.

SEM COMENTÁRIOS